Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
 Midia.Net
nation2.com  


Enquete
Que filme representaria o Brasil no Oscar 2011?
Lula, o Filho do Brasil
Tropa de Elite 2
A Suprema Felicidade
Federal
Nosso Lar (Chico Xavier)
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (205 votos)




ONLINE
1







Total de visitas: 23596

Esportes

 

 

 

 

Ney Franco convoca Phillipe Coutinho e Neymar para Seleção Sub-20

 

GLOBOESPORTE.COM

 

 

 

O técnico Ney Franco (foto) chamou duas jovens estrelas para defender o Brasil no Sul-Americano Sub-20, torneio que vale vaga nas Olimpíadas de 2012: o meia Philippe Coutinho, do Inter de Milão, e o atacante Neymar, do Santos, estão na lista de 25 jogadores divulgada nesta terça-feira.

 

Por causa de uma lesão muscular, Philippe Coutinho não foi relacionado pelo time  italiano para disputar o Mundial de Clubes da Fifa entre 8 e 18 de dezembro, mas Ney garante que o ex-vascaíno estará na apresentação da Seleção no dia 13 do próximo mês na Granja Comary, em Teresópolis.

 

- Coutinho é um jogador que está fazendo ressonância, teve lesão muscular, mas o doutor Runco está em contato com departamento medico do Inter de Milão. O jogador se apresenta no dia 13. A tendência é ele estar. Estamos só esperando essa definição da questão da lesão - disse Ney durante a convocação, que foi feita com transmissão ao vivo no site da CBF, sem entrevista coletiva.

 

Outros nomes bem conhecidos da torcida brasileira na lista são Diego Maurício (Flamengo), Oscar (Internacional), Danilo e Alex Sandro (Santos), Lucas (São Paulo) e o goleiro Gabriel (Cruzeiro), que já chegou a ser convocado por Mano Menezes para um período de treino da Seleção Principal em Barcelona. Além de Philippe Coutinho, há mais dois jogadores que atuam na Itália: os meias João Pedro (Palermo) e Zé Eduardo (Parma).


frame ney franco
Ney Franco fez o anúncio da lista em vídeo pelo site
oficial da CBF, ao vivo (Foto: Reprodução)

 

A equipe sub-20 ficará entre 13 e 22 de dezembro na Granja Comary. Depois do Natal, os atletas voltam a se concentrar de 27 a 30 de dezembro. Após a virada de ano, a Seleção treina de 3 a 13 de janeiro, data da viagem para o Peru. A lista de 25 será reduzida para 20 durante o período de treinamento em Teresópolis.

 

- Convocamos 25 atletas para dar oportunidade para todos mostrarem serviço e depois iremos definir os 20 nomes - explicou o treinador.

 

Atual campeão sul-americano, o Brasil está no Grupo B, com Paraguai, Colômbia, Bolívia e Equador. A estreia será contra os paraguaios, 17 de janeiro, em Tacna. Depois, a Seleção pega colombianos , bolivianos e equatorianos na primeira fase. O Grupo A tem  Argentina, Chile, Peru, Uruguai e Venezuela. A fase final será disputada pelos três melhores de cada chave.

 

Os dois primeiros colocados do torneio ganham vagas nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Já os quatro primeiros irão para o Mundial Sub-20, que será realizado ainda em 2011 na Colômbia.

 

Confira a lista completa:

 

Goleiros

Aleksander (Avaí)
Gabriel (Cruzeiro)
Milton (Botafogo)

 

Zagueiro

Alan (Vitória)
Bruno Uvini (São Paulo)
Juan (Internacional)
Romário (Internacional)
Saimon (Grêmio)

 

Laterais

Danilo (Santos)
Rafael Galhardo (Flamengo)
Alex Sandro (Santos)
Gabriel Silva (Palmeiras)

 

Meias

Alan Patrick (Santos)
Lucas (São Paulo)
Oscar (Internacional)
Philippe Coutinho (Inter de Milão)
Casemiro (São Paulo)
Fernando (Grêmio)
João Pedro (Palermo)
Zé Eduardo (Parma)

 

Atacantes

Diego Maurício (Flamengo)
Henrique (Vitória)
Lucas Gaúcho (São Paulo)
Neymar (Santos)
William José (Grêmio Prudente)

 

 

1º/12/2010    -     09h28


Com goleada, Barcelona impõe primeira derrota ao Real na 'era' Mourinho

 

AGÊNCIAS DE NOTICIAS

 

Com dois gols do atacante David Villa, o Barcelona aplicou uma goleada por 5 a 0 no Real Madrid, nesta segunda-feira, no Camp Nou, pelo encerramento da 13ª rodada do Campeonato Espanhol.

 

Com isso, o time catalão impôs a primeira derrota ao arquirrival na 'era' do técnico José Mourinho. De quebra, a equipe do brasileiro Daniel Alves ultrapassou o adversário na tabela e assumiu a liderança, com 34 pontos. O Real ficou com 32.

 

Manu Fernandez/AP

O meia Xavi Hernandez comemora o primeiro gol da goleada do Barcelona sobre o rival
O meia Xavi Hernandez comemora o primeiro gol da goleada do Barcelona sobre o rival

 

Como de costume, o confronto contou com discussões e empurra-empurra entre os jogadores das duas equipes. Ainda na etapa inicial, os atletas haviam se estranhado em pelo menos três vezes.

 

Em uma delas, o principal envolvido foi o atacante Cristiano Ronaldo, que empurrou o técnico Pep Guardiola, que retardava uma reposição de bola na lateral. Na outra, o argentino Lionel Messi acusou o zagueiro Ricardo Carvalho de uma cotovelada. No final do jogo, Sergio Ramos chegou a ser expulso após entrada violenta em Messi.

 

O JOGO

 

Apático. Foi assim que o Real Madrid, apesar de estar enfrentando o seu maior rival, começou o confronto. E, quando 'acordou', já estava perdendo por 2 a 0 em menos de 20 minutos de jogo.

 

Armado no 4-2-3-1, os visitantes tinham a dupla de volantes formada por Khedira e Xabi Alonso, enquanto a linha dos três meias contava com Dí Maria (pela esquerda), Özil (pelo meio) e Cristiano Ronaldo (pela direita). Já Benzema ficava mais à frente.

 

Porém, o técnico José Mourinho viu o seu time ser suprimido pelos donos da casa, que jogavam no seu tradicional 4-3-3. Pedro e David Villa (abertos pelas pontas) e Messi (pelo meio) levavam vantagem a toda hora sobre o meio-campo adversário, já que Xabi Alonso, Khedira e Özil não se encontravam em campo.

 

Logo aos 5min, um lance já deu mostras de como seria a primeira etapa: Messi pegou sobra na área e tocou por cobertura do goleiro Casillas, mas a bola bateu caprichosamente na trave.

 

Com a pressão, o gol catalão veio aos 9min, quando Iniesta passou para Xavi, no meio da grande área. O meia se aproveitou de falha do lateral brasileiro Marcelo e tocou na saída do goleiro Casillas para fazer 1 a 0.

 

Acuado, o time madrilenho levou o segundo aos 17min. Villa fez boa jogada pela esquerda do ataque do Barça, invadiu a área e bateu cruzado. O camisa 1 do Real não conseguiu fazer o corte e o jovem Pedro só completou para as redes.

 

Javier Soriano/AFP

Jogo foi marcado por discussões e muito empurra-empurra entre os jogadores
Jogo foi marcado por discussões e muito empurra-empurra entre os jogadores

 

Em desvantagem no placar, a equipe visitante tentou adiantar a marcação na saída de bola do rival em busca de recuperar a bola mais rápido. Porém, o time coletivamente não funcionou. Como destaque individual, apenas Cristiano Ronaldo, que toda vez que recebia a bola, conseguiu criar algumas boas jogadas pelas pontas. Mas muito pouco para um time como o Real.

 

Na volta do vestiário, Mourinho trocou o apagado Özil por Diarra, mais marcador do que uma esperança ofensiva. Porém, a ideia da primeira etapa não se alterou. O Real tinha dificuldades de roubar a bola, enquanto o Barcelona mantinha a posse com tranquilidade e ousadia.

 

Messi resolveu matar logo o jogo. Criou duas grandes oportunidades desperdiçadas pelo próprio camisa 10 e por Xavi. No entanto, aos 9min e aos 12min só não fez chover. Em dois passes precisos, deixou Villa na cara de Casillas e o camisa 7 não desperdiçou nenhuma das vezes.

 

Após ver seguidas falhas do brasileiro Marcelo pelo lado esquerdo, Mourinho o trocou por Arbeloa com medo de aumentar o fracasso dos visitantes. O clima, que já era quente na primeira etapa, piorou com o passar do tempo. Acostumados a manter a bola em seus pés, o Barça trocava passes, inclusive com toques de classe, provocando a ira dos rivais. Os cartões amarelos apareciam a toda hora.

 

Sem forças, o Real não assustava em momento algum. Desorganização e falta de força, antíteses dos trabalhos de Mourinho, davam o tom dos madrilenhos. Já o Barcelona fazia o tão conhecido jogo, e quase impossível de ser parado. Com isso, Jeffren, aos 45min, completou cruzamento e selou a goleada.

 

30/11/2010   -   08H45


Uniceub bate Flamengo no Rio e é campeão da Liga Sul-americana de clubes

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

 

 

O uniCeub e o Flamengo tiveram mais uma oportunidade para aumentar a rivalidade entre as equipes de basquete ao disputar a final da Liga Sul-americana de clubes. Em quadra, o jogo foi bastante disputado, mas o Brasília foi melhor durante a maior parte da partida e, deslanchando no final, conseguiu abrir uma curta vantagem para vencer por 96 a 86 e sair campeão da edição 2010 da competição.

A vitória acaba sendo um tira-teima entre as duas equipes, visto que nas duas edições do torneio Novo Basquete Brasil (NBB) cada uma venceu uma edição disputando a final sobre o outro. O domínio recente, no entanto, tem sido do Brasília, que venceu o NBB 2009/2010.

O UniCeub é a quarta equipe a conquistar a Liga Sul-americana. As anteriores foram o próprio Flamengo, em 2009, além do Uberlândia, em 2005, e o Vasco, que foi bicampeão em 1999 e 2000.

Em quadra, a partida foi bastante disputada desde o começo, ficando praticamente empatada até o terceiro quarto, quando os jogadores já pendurados em faltas começaram a falhar mais na marcação e serem eliminados - Márcio Cipriano e Fred vieram a ser eliminados mais à frente.

No último quarto, no entanto, nem a presença em massa da torcida flamenguista na Arena da Barra e da presidente do clube carioca, Patrícia Amorim, tirou o brilho da vitória do time do Distrito Federal - o que atrapalhou a comemoração, na verdade, foi um dirigente flamenguista que impediu o armador Nezinho de cortar as redes da cesta, gesto tradicional das vitórias.

Mas a negativa não tirou o bom humor de Nezinho, que não escondeu a alegria pelo título da competição na final onde teve grande atuação, com 22 pontos marcados. "Sinto a felicidade, (campeão) com um time novo. A gente sabia que iria encontrar grandes dificuldades, mas fomos pra liga sul-americana, um campeonato de tiro curto. Estou muito feliz de estar com essa equipe", afirmou o experiente jogador.

Agora as duas equipes voltam as suas atenções para o NBB. O Flamengo joga na próxima sexta-feira contra o Assis Basket, enquanto que O Brasília entra em quadra apenas no dia 07 de dezembro, contra o Vila Velha.

 

29/11/2010   -    07H23

 

 

Copa Sul-Americana: Palmeiras fracassa de novo

 

 

O ESTADAO.COM.BR

 

Fracasso! Uma palavra resume toda a temporada do Palmeiras, que terminou na noite desta quarta-feira (24/11) de forma vexatória. Em jogo dramático no estádio do Pacaembu lotado, o alviverde paulista foi derrotado pelo rebaixado Goiás por 2 a 1 e acabou eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana. O time esmeraldino agora pegará o ganhador do confronto entre Independiente e LDU, que se enfrentam na noite desta quinta-feira. No primeiro duelo, vitória do time equatoriano por 3 a 2.


Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE
Torcedoras choram com eliminação do Palmeiras


A derrota no Pacaembu compromete todo o futuro do Palmeiras, que dava como certa a vaga na final da Sul-Americana - havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0 no Serra Dourada. Com a vida política fervendo (eleições acontecerão em janeiro), o alviverde paulista terá de se reorganizar todo para a próxima temporada. Até mesmo a manutenção do técnico Luiz Felipe Scolari está indefinida devido ao seu alto salário.

 

Nesta quinta-feira (25), Luiz Gonzaga Belluzzo deve retornar ao cargo de presidente no lugar de Salvador Hugo Palaia. Os dirigentes devem se reunir para discutir o que fazer para 2011. O time não tem mais chances de classificação no Brasileirão e deve escalar os reservas diante do Fluminense neste domingo em Barueri.

 

Dentro de campo. Apesar da eliminação, o Palmeiras começou um pouco melhor na partida. Felipão pediu para o time sufocar o Goiás desde os primeiros minutos. Com o apoio da torcida, o alviverde se lançou ao ataque. Aos 13 minutos do primeiro tempo, Tinga recebeu bola de Kléber e soltou uma bomba. Harlei deu um leve desvio e a bola bateu na trave direita.

 

O Palmeiras quase abriu o marcador aos 18 minutos do primeiro tempo com Lincoln, que arriscou chute de fora da área, mas parou na defesa de Harlei. O Goiás também deu sustos e mandou uma bola no travessão de Deola quatro minutos depois, em chute de Rafael Moura.

 

Somente aos 34 minutos do primeiro tempo o Palmeiras conseguiu abrir o marcador. Em bela jogada, o volante Edinho fez lançamento preciso para o atacante Luan. O camisa 21 invadiu a área em velocidade e soltou uma bomba, em chute cruzado. Harlei pulou, mas a bola morreu no fundo das redes e fez o Pacaembu explodir.

 

Os torcedores do Palmeiras esperavam uma tranquilidade maior após o gol. Porém o Goiás conseguiu empatar aos 47 minutos do primeiro tempo. Em cobrança de falta, Marcelo Costa acertou a trave. A zaga do alviverde cochilou, a bola retornou à área e Carlos Alberto completou para o gol. A bola bateu em Tinga e enganou Deola.

 

Empolgado com o gol, o técnico Arthur Neto foi para o ataque no segundo tempo e colocou o atacante Felipe na vaga de Douglas, abrindo mão do esquema com três zagueiros. A mudança fez o Palmeiras recuar e o Goiás levou muito perigo nos primeiros 15 minutos da etapa final em cruzamentos na área. A zaga palmeirense teve dificuldades para se restabelecer.

 

Os jogadores do Palmeiras também ficaram nervosos e passaram a cometer mais erros na etapa final. Aos 30 minutos, Lincoln levantou a bola na área e a zaga do Goiás se atrapalhou. Kléber pegou o rebote, dominou e teve espaço para bater. Mas o atacante não pegou bem e a bola foi à esquerda de Harlei.

 

O que os palmeirenses tanto temiam aconteceu aos 37 minutos da etapa final. Em cruzamento de Marcão pela linha de fundo, Rafael Moura tocou de cabeça e Ernando completou para o fundo das redes em liberdade. Um gol que fez os palmeirenses no estádio gritarem em coro ao final do jogo: "time sem vergonha".

 

  PALMEIRAS 1 - Deola; Márcio Araújo, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Tinga (Ewerthon) e Lincoln (Dinei); Luan e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

 

  GOIÁS 2 - Harlei; Rafael Toloi, Ernando e Marcão ; Douglas  (Felipe), Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa e Wellington Saci; Rafael Moura e Otacílio Neto (Jonilson). Técnico: Arthur Neto.

 

Gols - Luan, aos 34, e Carlos Alberto, aos 47 minutos do primeiro tempo; Ernando, aos 37 minutos do segundo tempo; Árbitro - Heber Roberto Lopes; Público - 36.410 (total); Renda - R$ 711.429,00;

Local - Estádio Pacaembu, em São Paulo.

 

25/11/2010    -    08H08

 

 

Palmeiras x Goiás: Final Inédita para um e férias antecipadas para outro

 

GLOBOESPOERTE.COM

O ano de 2010 acabará nesta quarta-feira à noite para Palmeiras ou Goiás. Quem se der melhor no duelo de volta das semifinais da Copa Sul-Americana terá a oportunidade de disputar a decisão pela primeira vez na história para tentar salvar a temporada. Quem for eliminado já pode pensar em 2011. O confronto será às 21h50, no estádio no Pacaembu, e o time paulista tem a vantagem do empate, já que venceu, por 1 a 0, a partida de ida em Goiânia. Quem se classificar decidirá o título nas duas semanas seguintes contra o vencedor de Independiente, da Argentina, e LDU, do Equador.


MONTAGEM - Deola palmeiras harlei goiás
Os goleiros Deola e Harlei podem ser decisivos no Pacaembu (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)

 

Sem pretensões nas duas rodadas restantes do Campeonato Brasileiro, as duas equipes apostam tudo na competição internacional e terão força máxima em campo. Na 10ª colocação do torneio nacional, o Palmeiras não tem mais chances de chegar ao Z-4 e está longe na zona do rebaixamento. A Sul-Americana é a grande esperança de os comandados de Luiz Felipe Scolari disputarem a cobiçada Taça Libertadores no próximo ano. Já o Goiás, após fraca campanha, teve a sua queda para a Série B do Brasileirão confirmada na última rodada, e sonha com a classificação para amenizar a decepção e não entrar em férias mais cedo.

 

Vale lembrar que o empate classifica os paulistas, e vitória por 1 a 0 dos visitantes leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outra vitória goiana elimina o Verdão, já que com 2 a 1 ou 3 a 2, por exemplo, o regulamento favorece o time que marcar mais gols fora de casa.

 

O jogo terá um trio de arbitragem brasileiro. Heber Roberto Lopes apita a partida, auxiliado por Altemir Hausmann e Alessandro Rocha.

 

header o que esta em jogo

 


Palmeiras: O Verdão aposta todas as suas fichas na Copa Sul-Americana neste final de temporada. Em posição intermediária no Brasileiro, a competição é a chance de o Palmeiras voltar a disputar uma final intrnacional após dez anos, além de buscar a vaga na Libertadores de 2011.

 

Goiás: É a chance de salvar o ano esmeraldino. Já rebaixado no Brasileirão e reconhecidamente com dívidas e problemas financeiros, o título da Sul-Americana é a última esperança do Goiás para tirar a imagem ruim de 2010. .

 

header as escalações 2

Palmeiras: Felipão vai repetir a escalação do primeiro jogo em Goiânia, colocando em campo a força máxima que tem à disposição no momento. Os titulares são: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Lincoln e Tinga; Luan e Kleber.

 

Goiás: Artur Neto deixou dúvidas na escalação, mas vem sem desfalques no grupo. O elenco que a entrar em campo deve ser o mesmo que enfrentou o Palmeiras no Serra Dourada no jogo de ida. O time provável é: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa e Wellington Saci; Felipe e Rafael Moura.


quem esta fora

Palmeiras: O meia Valdivia, com uma lesão muscula na coxa, e o goleiro Marcos, que segue se recuperando fisicamente após machucar o joelho, são os desfalques do Verdão.

Goiás: O time vem completo para o confronto desta quarta-feira.


header fique de olho 2

Palmeiras: Com a lesão de Valdivia, Lincoln ganhou a vaga e é uma das esperanças para decidir o jogo com sua qualidade técnica. Apesar de estar atuando em uma posição mais avançada do que a de costume, o meia é um dos responsáveis pela armação e por tentar colocar os atacantes em condições de finalizar a gol.

 

Goiás: Partindo para o tudo ou nada, Rafael Moura continua sendo o principal destaque do Goiás nesta Copa Sul-Americana. Ele é o maior artilheiro brasileiro da competição, com oito gols (seis nesta edição) e carregará consigo a chance de honrar o grupo esmeraldino em sua última chance de brilhar em 2010.


header o que eles disseram

 

Luiz Felipe Scolari (técnico do Palmeiras): "É uma pequena vantagem, mas importante para o jogo que temos na nossa casa. Espero que os torcedores possa fazer aquela pressão em campo para que a gente chegue a uma final internacional novamente após dez anos".

 

Artur Neto (técnico do Goiás): "É uma vantagem (do Palmeiras). Mas ela é alcançável ainda. Uma vitória simples leva o resultado para os pênaltis. Temos um jogo inteiro para tentar vencer com calma, com a cabeça no lugar, fazendo as coisas corretamente, sem nos precipitarmos.”


header números e curiosidades

* Nas fases anteriores da Copa Sul-Americana, o Palmeiras jogou a partida de volta dentro de casa nas três situações e tem 100% de aproveitamento como mandante. Foram três resultados positivos, contra Vitória (3 a 0), Universitario de Sucre (3 a 1) e Atlético-MG (2 a 0).

* Já o Goiás conseguiu a classificação atuando a segunda partida fora de casa nas três ocasiões. Como visitantes, os goianos venceram Grêmio (2 a 0) e Avaí (1 a 0), e perderam para o Peñarol (3 a 2), nas oitavas-de-final, mas haviam ganhado por 1 a 0 em Goiânia.

 

 

header último confronto v2O

Palmeiras venceu o Goiás, por 1 a 0, na última quarta-feira, no estádio Serra Dourada, pelo jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana.

Marcos Assunção, em um petardo de fora da área, aos 3 minutos do segundo tempo, foi o autor do gol da vitória palmeirense. Foi o quarto gol do volante na competição internacional e o décimo com a camisa do Verdão nesta temporada.

 

 

24/11/2010   -   07h19


Brasileirão: Fluminense goleia e deixa Corinthians para trás

 

Campinas, SP, 22 (AFI) – O Fluminense reassumiu a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, quando foi concluída a 36.ª rodada. O time carioca goleou o São Paulo, por 4 a 1, na Arena Barueri, e contou com o empate do Corinthians com o Vitória, por 1 a 1, em Salvador. Dessa forma, o Fluminense atingiu os 64 pontos, contra 64 do Corinthians.

 

Além do troca-troca na ponta, a rodada foi marcada pela classificação do Tricolor das Laranjeiras, do Timão e do Cruzeiro para a Libertadores 2011. Já o Goiás tornou-se o segundo rebaixado e juntou-se ao Grêmio Prudente.

 

Agora só faltam duas rodadas para o término da temporada. O Fluminense vai pegar o Palmeiras, fora de casa, e depois fecha contra o Guarani, no Engenhão, no Rio de Janeiro. O Corinthians vai receber o Vasco da Gama e depois sai diante do Goiás, já rebaixado.

 

Timão não vence

A torcida do Vitória transformou o Barradão num caldeirão e o jogo com o Corinthians ganhou ares de decisão. O rubro-negro baiano luta contra o descenso e brigou todo o tempo para somar ponto. O empate foi justo.

 

O Corinthians saiu na frente com Danilo. Mas sofreu o empate no final do primeiro tempo, com o goleiro Viáfara cobrando pênalti. O Vitória ficou com 40 pontos, ainda na perigosa 16.ª posição.

 

Fluminense foi melhor

Desde o início, o time carioca dominou o São Paulo, sempre buscou a vitória e a conseguiu com justiça. Abriu o placar com o zagueiro Gum, de cabeça, no primeiro tempo, mas cedeu o empate aos 10 minutos da etapa final, com Lucas Gaúcho, de letra – é o segundo dele dessa forma em uma semana.

 

O São Paulo teve dois jogadores, merecidamente, expulsos: o zagueiro Xandão e o ala Rycharlyson. O Fluminense foi para cima e fez seus gols, com Conga (2) e Fred. O São Paulo, apático, ficou com 51 pontos, cada vez mais distante de conseguir uma vaga na Copa Libertadores. Esta foi a maior goleada sofrida pelo tricolor na temporada.

 


 

 

Raposa acredita

O Cruzeiro conquistou um importante resultado ao vencer o Vasco da Gama pelo placar de 3 a 1, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG. Com isso, o time celeste segue na briga, junto de Corinthians e Fluminense, pelo título brasileiro.

 

Com o resultado, a Raposa chegou a 63 pontos, mas continua na terceira colocação do Brasileirão. Já o Vasco da Gama, sem ambições na competição, continua com 46, na 11ª colocação.

 

Colorado ajuda Tricolor

Enquanto o São Paulo "ajudou" o Fluminense, contra o Corinthias, o contrário aconteceu entre os rivais gaúchos. O Internacional venceu o Botafogo, por 2 a 1, no Rio de Janeiro, dando chance do Grêmio se manter em quarto lugar, com 57 pontos, na briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores. O Botafogo ficou em sexto, com 56 pontos, enquanto o Inter, com 54 pontos, é o sétimo.

 

O Inter abriu dois gols de difrença, com Andrezinho e Rafael Sobis. O zagueiro Antônio Carlos fez o gol de honra botafoguense.

 

 

Palmeiras "entrega" pro Galo

Em Araraquara, no interior paulista, o mistão do Palmeiras facilitou a vida do Atletico Mineiro na sua luta contra o descenso. Como prioriza as finais da Copa Sul-Americana, o Verdão já tem atuado as últimas rodadas sem seus principais jogadores. Dessa forma, não teve chances diante do Galo, que venceu por 2 a 0, com gols de Diego souza, de falta, e Neto Berola.

 

O Galo, agora, já tem 42 pontos, enquanto o Palmeiras se mantem com 50 pontos, em décimo lugar.

 

Leão vence final

Numa noite mágica, o Avaí venceu o Atlético-GO, por 3 a 0 e saiu da zona rebaixamento. A partida disputada no Estádio da Ressacada, em Florianópolis estava com suas arquibancadas totalmente lotadas.

 

Para sair da zona de rebaixamento, o Leão chegou aos 40 pontos e ultrapassou o Vitória, que ficou com 40, mas uma vitória a menos (10 a 9). Além disso complicou a vida do Atlético-GO, que também ficou com os 40 pontos, mas no 15º lugar por ter 11 vitórias.

 

Verdão na Série B

Depois de onze anos na elite do futebol brasileiro, o Goiás jogará uma Série B. Na noite deste domingo, o time esmeraldino foi derrotado por 4 a 1 para o Santos, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e foi o segundo time rebaixado na competição.

 

Com 32 pontos na 19ª posição e devido ao número de jogos restantes (dois) não alcança em número de pontos, o Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento, que tem 40. Por ouro lado, o Santos não almeja mais nada na competição e é o sétimo, com 55.

Flamengo aliviado

 


No sábado, em outro confronto direto, o Flamengo levou a melhor sobre o Guarani e venceu, por 2 a 1, no Engenhão lotado. Ficou com 43 pontos e deixou o Guarani com 37.

 

O Grêmio confirmou ser candidato à Copa Libertadores ao vencer o Atlético-PR, por 3 a 1. Grêmio Prudente, rebaixado, e Ceará ficaram no justo 1 a 1.

 

A próxima rodada, a penúltima, será realizada em princípio toda no domingo à tarde. Mas alguns jogos devem ser antecipados para sábado. A decisão será tomada pelo departamento de competições da CBF nesta segunda-feira.

 

22/11/2010   -  08h17

 

 

Barrichello fica feliz com testes em Abu Dhabi e agradece a equipe pela temporada

 

AGÊNCIA LANCEPRESS

 

Rubens Barrichello, da Williams, fechou a temporada 2010 com o último dia de testes dos novos pneus Pirelli em Abu Dhabi.

 

Neste sábado, o brasileiro ficou com o quarto melhor tempo no circuito de Yas Marina, e destacou o aproveitamento da equipe inglesa.

 

Rubens Cavallari/Folhapress

Rubens Barrichello acena para torcedores em Interlago, após conquistar a sexta posição no grid de largada.

Rubens Barrichello acena para torcedores em Interlago,

após conquistar a sexta posição no grid de largada.

 

"Hoje completamos mais um dia de teste realizando muitas voltas. Nós aprendemos tudo o que precisávamos aprender sobre o pneu e ter uma boa quantidade de dados para analisar durante o inverno", disse o piloto.

 

Com o fim da temporada, o piloto agradeceu a equipe e agora pensa em descansar.

 

"Quero agradecer a todos da equipe pelo esforço ao longo do ano. Agora estou ansioso em voltar para minha casa e recarregar as energias para 2011", completou Barrichello.

 

20/11/2010   -   16h07

 

 

Marcos Assunção decide, e Palmeiras coloca um pé na final da Sul-Americana

 

DE SÃO PAULO

 

O Palmeiras venceu o Goiás por 1 a 0, no Serra Dourada, no primeiro jogo da semifinal da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, e deu um passo importante para chegar à final da competição.

 

Evaristo Sa/AFP

Marcos Assunção comemora seu gol no Serra Dourada
Marcos Assunção comemora seu gol no Serra Dourada

 

E quem decidiu, mais uma vez, foi Marcos Assunção. O volante garantiu a vitória em um chute do meio de campo. Agora, já tem quatro gols na Copa Sul-Americana e é o artilheiro do time na competição.

 

Com esse resultado, o time alviverde precisa de apenas um empate no duelo de volta, marcado para 24 de novembro, no Pacaembu, para ficar com uma vaga na final. Se perder por 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis. Vitória do Goiás por dois ou mais gols de diferença elimina o Palmeiras.

 

Apesar de Luiz Felipe Scolari ter anunciado antes da partida que escalaria o time de forma ofensiva, o que se viu foi um jogo com poucas chances de ataque e muito faltoso. Somente no primeiro tempo foram 15 faltas dos donos da casa contra 10 dos visitantes.

 

O Palmeiras começou melhor a primeira etapa. O time tomou a iniciativa e dominou o rival nos primeiro 15 minutos. Mas mesmo controlando o adversário, a equipe alviverde quase não ameaçou Harlei, que fez poucas defesas.

 

Sem Valdivia, Tinga e Lincoln foram as apostas de Scolari para a criação, mas os dois sofreram com a forte marcação e pouco produziram. Com isso, as principais armas do Palmeiras foram os chutes de longa distância e as faltas cobradas por Marcos Assunção.

 

O volante cobrou três faltas do meio de campo nos primeiros 45min. Na primeira mandou por cima do gol, na segunda Harlei bateu roupa e a zaga do Goiás afastou e na terceira Harlei defendeu com segurança.

 

Depois o Palmeiras diminuiu o ritmo e o Goiás entrou no jogo. O time esmeraldino teve mais posse de bola e abusou dos cruzamentos, sempre buscando Rafael Moura. A partida, contudo, teve muitas faltas, o que prejudicou a qualidade do jogo.

 

Na etapa final, o time alviverde repetiu o domínio do primeiro tempo, mas conseguiu marcar logo aos 3min. Marcos Assunção recebeu no meio de campo e bateu de direita no gol. A bola pegou velocidade e Harlei não conseguiu defender.

 

Depois do gol o Palmeiras passou a jogar nos contra-ataques e teve duas boas chances para ampliar. A primeira com Kléber, que recebeu dentro da área com condições de marcar, mas o goleiro do Goiás defendeu. A segunda com Marcos Assunção, outra vez, cobrando falta da intermediária.

 

O Goiás até chegou perto com Rafael Moura, Felipe e Otacílio Neto, que entrou no segundo tempo, mas parou na defesa do time alviverde.

 

No último minuto o Goiás conseguiu empatar com Otacílio Neto, mas o árbitro Evandro Rogério Roman marcou impedimento. Em protesto, a torcida goiana atirou objetos no gramado e o time pode ser punido.

 

O Palmeiras volta a campo no domingo, quando enfrenta o Atlético-MG. Também no domingo, o Goiás recebe o Santos.

 

18/11/2010    -   07H28

 


Brasil x Argentina - Clássico para manter "freguesia" dos Hermanos


 

 


Doha, Qatar, 16 (AFI) – Um dos maiores clássicos do futebol Mundial irá agitar a rodada de amistosos pelo mundo da bola. Nesta quarta-feira, às 15 horas (Horário de Brasília), no Khalifa International Stadium, no Qatar, o Brasil irá enfrentar a Argentina. A seleção ‘canarinho’ joga para manter um invencibilidade de cinco anos sem derrotas para os ‘hermanos’.

 

Desde o primeiro encontro (que aconteceu no dia 20 de setembro de 1914, onde a Argentina venceu o Brasil por 3 a 0, em Buenos Aires), este é o jogo de número 90 entre as seleções. O Brasil tem uma ligeira vantagem contra os adversários, saindo vencedor em 34 partidas, contra 33.

 

Esse será o terceiro amistoso oficial, do técnico Mano Menezes no comando da Seleção Brasileira. No primeiro jogo sob o seu comando, Brasil venceu o Estados Unidos por 2 a 0, no segundo venceu o Irã por 3 a 0, e no último, bateu a Ucrânia por 2 a 0.

 

Freguesia, Messi?

 


Jogando pela seleção principal da Argentina, Lionel Messi tem um retrospecto nada positivo. Em quatro oportunidades em que começou jogando, o ‘hermano’ perdeu três vezes e empatou apenas uma. O atacante também nunca fez gol em nossa seleção, uma marca expressiva se tratando de um dos melhores jogadores do mundo.

 

Querendo por fim a este jejum, Messi promete empenho durante o tempo que estiver em campo. "Perdi a final da Copa América na Venezuela. Acho que já é hora da primeira vez", disse o argentino, em entrevista ao site da Fifa.

 

Invencibilidade na ‘Era Mano’.

Para continuar invicto sob o comando da Seleção Brasileira, o técnico Mano Menezes promoveu algumas novidades na convocação para enfrentar a Argentina. O meia Douglas, do Grêmio, sem nunca ter sido chamado, foi lembrado pelo técnico e fica como opção no banco de reservas. Outro jogador que também é novidade na lista, e que agora recebe uma chance, é Ronaldinho Gaúcho. O meia, que vive bom momento no Milan, deve começar a partida como titular na cidade de Doha.

 

Sobre o time que deve entrar em campo, a novidade ficou por conta o meia corintiano Elias na equipe titular. O jogador se destacou no amistosos contra Ucrânia e Irã, e agora ganha nova chance.

 

Batista escola time ofensivo

Para encerrar o jejum de derrotas para o Brasil, o técnico Checho Batista deve entrar em campo com um time extremamente ofensivo. Nos últimos amistosos (realizados contra a seleção de Irlanda e Espanha) ele utilizou o esquema 4-3-3 e os resultados foram positivos, sendo 1 a 0 e 4 a 1, respectivamente.

 

Vale lembrar que para esta partida, o treinador não pode contar com jogadores considerados titulares na equipe, como é o caso de Carlos Tevez e Sergio Aguero. Assim, ele terá apenas Lionel Messi, Ezequiel Lavezzi e Gonzalo Higuaín como opções para o ataque.

 

Ficha Técnica

 

Brasil x Argentina

 

Local: Khalifa International Stadium, em Doha, no Qatar.
Horário: 15 horas (Horário de Brasília)
Árbitro: Árbitro: Abdallah Balideh-Qatar
Auxiliares:Não Divulgado

 

Brasil

Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Ramires, Elias e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Robinho.
Técnico: Mano Menezes

 

Argentina

Romero; Zanetti, Pareja, Burdisso, Heinze; Banega, Mascherano, Pastore; Messi, Higuaín e Di María.

 

 

17/11/2010   -    07h45

 

 

 

Vettel domina em Abu Dhabi, seca Alonso e arranca título da Fórmula 1

 

 

GLOBOESPORTE.COM

 

Sebastian Vettel chegou a Abu Dhabi sem nenhuma intimidade com o topo da tabela da Fórmula 1. O alemão da RBR não liderou a temporada em momento algum e entrou na última prova do ano como azarão para conquistar o título. Foi apresentado à liderança na hora certa, disse “muito prazer” e levantou uma taça que parecia improvável. Vettel largou na pole neste domingo, não olhou mais no retrovisor e empurrou a enrascada para quem vinha atrás. Ainda tinha de secar o bicampeão Fernando Alonso, que só precisava chegar em quarto lugar para ser tri. Parecia fácil para a Ferrari, mas não foi. O espanhol sofreu com os intrusos à sua frente e cruzou apenas em sétimo. Aos 23 anos, o alemão torna-se o piloto mais jovem a erguer um troféu da categoria.

 

Dono de 10 pole positions no campeonato de 2010, Vettel nunca precisou tanto confirmar a rapidez da sua RBR. No circuito da Yas Marina, só abriu mão do primeiro lugar por alguns instantes, quando parou nos boxes. E contou com a sorte de ver Alonso engarrafado lá atrás. Na temporada que começou com a notícia bombástica do retorno de Michael Schumacher, a Alemanha vibra com a ousadia de um garoto que tem idade para ser seu filho. O novíssimo campeão.


sebastian Vettel RBR do gp de Abu Dhabi bandeiradaFlutuando: o campeão Sebastian Vettel era só alegria no pódio de Abu Dhabi (Foto: agência Reuters)

 

Lewis Hamilton, da McLaren, cruzou em segundo, mas suas chances de título eram remotas demais para buscar o milagre. Campeão em 2009 e sem chances em Abu Dhabi, Jenson Button foi o terceiro, seguido pelos coadjuvantes Nico Rosberg, da Mercedes, Robert Kubica, da Renault, e seu companheiro Vitaly Petrov. Alonso terminou em sétimo, à frente de Mark Webber, que em nenhum momento deu sinais de que poderia ganhar o título. Resta ao australiano de 34 anos ver o companheiro, uma década mais jovem e "queridinho" da equipe, levantando o troféu.

 

O triunfo de Vettel coroa um ano quase perfeito para a RBR, que já tinha conquistado o Mundial de Construtores por antecipação em Interlagos. Um prêmio à escuderia que em nenhum momento fez jogo de equipe e liberou seus pilotos para a disputa interna na pista. A Ferrari, mesmo com a polêmica troca de posições no GP da Alemanha, bate na trave com o vice-campeonato de Alonso, que ficou a quatro pontos do rival alemão.

 

Despedida melancólica de Alonso

 

O espanhol ainda saiu da temporada pela porta dos fundos. Dentro da pista, após a bandeirada, reclamou com Petrov, que não lhe facilitou a vida. Saiu do carro vaiado, enquanto o russo era aplaudidíssimo por ter segurado o piloto da Ferrari na maior parte da prova. Fernando foi o único a não cumprimentar Vettel após a corrida, e a escuderia italiana sumiu da festa do pódio, que geralmente tem representantes de todos os times: não havia um macacão vermelho sequer.

 

Àquela altura, claro, o alemão não estava nem aí para o chororô da Ferrari. Choro genuíno foi o seu, feito criança, pelo rádio. Ainda ao volante, agradeceu à RBR. No pódio, com os cabelos rebeldes bagunçados, ergueu os braços, levou as mãos ao rosto duas vezes e encheu os olhos d'água. Tomou um banho de champanhe de Button e Hamilton, justamente os dois campeões anteriores. Está passada a faixa. A Fórmula 1 tem um novo campeão. O mais novo de todos os tempos.

 

Os brasileiros se despediram de 2010 com papéis de figurantes neste domingo. Felipe Massa, da Ferrari, foi o décimo, e Rubens Barrichello chegou em 12º. Lucas Di Grassi, da VRT, cruzou em 18º, seguido por Bruno Senna, da Hispania, o antepenúltimo.

 

Schumi roda e tumultua início da prova

 

A corrida já começou tensa. Vettel manteve a ponta, seguido por Hamilton, mas Alonso perdeu a terceira posição para Button. E os holofotes, enfim, se voltaram para Schumacher. Não do jeito que o alemão gostaria, claro. Com um discreto nono lugar na classificação da temporada, ele só atraiu a atenção quando sua Mercedes rodou na primeira volta e parou no meio da pista, virada na contramão. O italiano Vitantonio Liuzzi não conseguiu desviar e literalmente escalou o carro de Schumi (veja o acidente no vídeo ao lado). Safety car na pista durante cinco voltas.

 

Na hora da relargada, o cenário era de limite para Alonso. O espanhol precisava resistir aos ataques de Webber e segurar a quinta posição, para que o título não caísse no colo de Vettel. Ainda havia 50 voltas pela frente, mas o piloto da Ferrari começava a ver o tricampeonato escapando.


sebastian Vettel RBR do gp de Abu Dhabi bandeirada
A bandeirada histórica de Vettel (Foto: agência EFE)

 

Enquanto o alemão da RBR mantinha a ponta, Alonso estava em 11º na metade da corrida - posição fictícia, já que vários rivais ainda precisavam passar pelos boxes. Mas o espanhol se via preso atrás de Petrov e Rosberg, e aí não havia ficção alguma, porque os dois também já tinham parado. Era necessário ultrapassá-los para esticar a mão em direção à taça.

 

Quando Vettel fez sua parada, Button assumiu a liderança. Era apenas um alento para o campeão de 2009, que cumpria tabela nos Emirados Árabes e ainda seria obrigado a fazer o pit stop. Foi o que aconteceu na 40ª volta, quando o piloto da RBR retomou seu posto de líder, voando a caminho do título. No retrovisor, ele via Alonso em oitavo, ainda com Petrov e Rosberg no meio do caminho.

 

Robert Kubica parou na 47ª volta e retornou na frente de Alonso, complicando ainda mais a vida do bicampeão. Com o tempo escorrendo pelos dedos, era preciso ganhar três posições na base do acelerador, sem pit stops. O título caminhava em alta velocidade para Vettel, que só precisava trazer o carro até a bandeirada final. Foi o que aconteceu.

 

A Fórmula 1 conheceu seu mais jovem campeão, roubando por cinco meses o posto que era de Hamilton e já tinha sido do próprio Alonso. Prêmio para quem foi rápido durante todo o ano, apesar de só ter conhecido a liderança na última corrida. Quando de fato importava.

Resultados completos do GP de Abu Dhabi:

 

1. Sebastian Vettel (ALE/RBR) - 55 voltas em 1h39m36s837
2. Lewis Hamilton (ING/McLaren) - a 10s1
3. Jenson Button (ING/McLaren) - a 11s
4. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 30s7
5. Robert Kubica (POL/Renault) - a 39s
6. Vitaly Petrov (RUS/Renault) - a 43s5
7. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 43s7
8. Mark Webber (AUS/RBR) - a 44s2
9. Jaime Alguersuari (ESP/STR) - a 50s2
10. Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 50s8
11. Nick Heidfeld (FIN/Sauber) - a 51s5
12. Rubens Barrichello (BRA/Williams) - a 57s6
13. Adrian Sutil (ALE/Force India) - a 58s3
14. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) - a 59s5
15. Sebastien Buemi (SUI/STR - a 63s1
16. Nico Hulkenberg (ALE/Williams) - a 64s7
17. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) - a uma volta
18. Lucas di Grassi (BRA/VRT) - a duas voltas
19. Bruno Senna (BRA/Hispania) - a duas voltas

20. Christian Klien (AUT/Hispania) - a duas voltas
21. Jarno Trulli (ITA/Lotus) - a quatro voltas

Não completaram:
Timo Glock (ALE/VRT) - a 12 voltas
Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - acidente
Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) - acidente

 

15/11/2010   -   07h30

 

 

 

CBF deve unificar títulos nacionais

 

Um velho sonho de seis clubes brasileiros ganhou, nesta quarta-feira, um novo capítulo para se tornar real. Representantes de Santos, Botafogo e Cruzeiro - que têm o aval de Bahia, Palmeiras e Fluminense - entregaram nesta quarta-feira um dossiê ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Objetivo: ver os títulos da Taça Brasil, do Robertão e da Taça de Prata, disputados entre 1959 e 1970, reconhecidos como Campeonatos Brasileiros. Em entrevista ao site oficial da CBF, o presidente Ricardo Teixeira não descartou a possibilidade de unificação.

 

- Eles vieram me solicitar uma postulação antiga deles para que houvesse a unificação de todos aqueles que, no conceito deles, foram campeões brasileiros nas competições anteriores à criação do Campeonato Brasileiro. Vamos mandar fazer uma análise em cada um dos setores, do setor técnico, enfim, para ver a possibilidade da legalidade dessa iniciativa. Mas, em princípio, é factível.

 

Curioso é que em algumas competições, como as Taças Brasil de 1960 (Palmeiras), 1963 e 1965 (Santos), os campeões precisaram de apenas quatro jogos para chegar ao título. E em um ano (1967), o Palmeiras ganhou as duas competições (Taça Brasil e Robertão) O presidente da CBF disse ainda que não há um prazo fechado para a resposta aos clubes.

 

- Temos que fazer uma análise de cada um dos setores envolvidos. Não deverá demorar muito, mas tem que ser feito um estudo.


 


Estiveram presentes à reunião com Teixeira o presidente do Santos, Luiz Álvaro Oliveira, o vice-presidente do Botafogo, Antonio Carlos Mantuano, e o diretor executivo do Cruzeiro, Dimas Fonseca, além do diretor de comunicação do clube mineiro, Guilherme Mendes. O dirigente explicou que foram entregues documentos e vídeos que mostram a dimensão das competições na época em que ocorreram.

 

- A reunião foi para fazer a entrega do dossiê para o presidente. Ele recebeu e disse que vai encaminhar para o departamento técnico da CBF analisar. Não estipulou prazo. Falou que foi a primeira vez que recebeu uma iniciativa desta dimensão.

 

Além dos três clubes que participaram do encontro, Bahia, Palmeiras e Fluminense teriam seus títulos reconhecidos. Guilherme Mendes contou que a iniciativa partiu do Santos, principal beneficiário do reconhecimento - afinal, venceu cinco Taças Brasil e um Robertão.

 

- Quem encabeçou o movimento desta vez foi o Santos. O Cruzeiro já tinha feito há um tempo. Mas todos os clubes interessados participaram.

 

Taça Brasil

 

A Taça Brasil foi disputada de 1959 a 1968. O torneio contava com os campeões dos principais estados - uma versão menor da Copa do Brasil, com rodadas eliminatórias e regionalizadas até ser apontado o vitorioso - ou seja, o famoso mata-mata.

 

A primeira fase incluía mais clubes. Alguns, principalmente do eixo Rio-SP,  só entravam nas semifinais. Mas no primeiro, em 1959, o campeão foi o Bahia, que jogou 12 partidas. Depois, o Palmeiras levou, em 1960, atuando quatro partidas - duas nas semifinais, duas na decisão.

 

Daí em diante, o Santos de Pelé & Cia. passou a dar as cartas, conquistando o pentacampeonato (1961-62-63-64-65). Em 1966, o Cruzeiro de Tostão e Dirceu Lopes brilhou.  O Palmeiras de novo, em 1967, com Ademir da Guia, e o Botafogo, em 1968, com Gerson, Jairzinho e Paulo Cesar completam a lista.

 

Veja os campeões e de quantos jogos precisou para chegar ao título

 

1959 - Bahia (12 jogos)
1960 - Palmeiras  (4 jogos)
1961 - Santos (7 jogos)
1962 - Santos (5 jogos)
1963 - Santos (4 jogos)
1964 - Santos (6 jogos)
1965 -  Santos (4 jogos)
1966 - Cruzeiro (8 jogos)
1967 - Palmeiras (6 jogos)
1968 - Botafogo (7 jogos)

 

Robertão e Taça de Prata

 

Realizado junto com a Taça Brasil por dois anos, o Roberto Gomes Pedrosa (Robertão) foi criado em 1967 e ficou até 1969. Nos dois primeiros anos, era um Rio-São Paulo maior. O primeiro campeão foi o Palmeiras, que no mesmo ano levou o título da Taça Brasil. Depois, o Verdão ganhou o de 1969 - o Santos deu a volta olímpica em 1968.

 

Em 1970 houve a Taça de Prata, que surgiu como uma ampliação do Torneio Rio-São Paulo, recebendo também os grandes clubes de cada estado, tal como o Robertão de 1969. O formato é praticamente o mesmo do atual Campeonato Brasileiro. E o Fluminense sagrou-se campeão.

 

Veja os campeões do Roberto Gomes Pedrosa (1967 a 1969) e Taça de Prata (1970)

 

1967 - Palmeiras
1968 - Santos
1969 - Palmeiras
1970 - Fluminense

 


11/11/2010   -   07h48

 

 

Torcedores de Palmeiras e São Paulo querem que seus times entreguem jogo para o Fluminense

 

GLOBOESPORTE.COM


O Palmeiras praticamente não tem mais aspirações no Brasileiro e está preocupado com a Copa Sul-Americana. O São Paulo ainda tem chances matemáticas de conseguir uma vaga na Libertadores, mas ficou mais distante desta possibilidade ao perder para o Corinthians por 2 a 0, no último domingo, pelo Brasileiro. Com isso, vários palmeirenses e são-paulinos que circulam pelo Orkut, site de relacionamentos, começaram uma campanha para que seus times entreguem jogos para o Fluminense, adversário direto do Timão na busca pelo título e atual líder. O time carioca enfrenta o Tricolor Paulista no dia 21, e o Verdão no dia 28 deste mês.

 


 

Na maior comunidade de são-paulinos no Orkut, uma enquete pergunta se o torcedor é a favor de entregar o jogo para o Fluminense com o objetivo de prejudicar o Corinthians. O sim foi a opção escolhida por 69% dos votantes, mais de 1.400 pessoas. E o não foi selecionado por cerca de 600 internautas (30%). Na comunidade "Sociedade Esportiva Palmeiras", um tópico também foi criado para debater o assunto, e a maioria pediu que o time de Felipão deixasse o Fluminense vencer. Até um escudo do Palmeiras mesclado com as cores do São Paulo e do time carioca já circula nas redes sociais.

 

A maior reclamação dos rivais é sobre o desempenho do Corinthians diante do Flamengo na penúltima rodada do Brasileirão de 2009 (Fla 2 a 0). Torcedores de São Paulo e Palmeiras alegam que o Timão não se empenhou como deveria diante do Rubro-Negro, que acabou campeão brasileiro. Verdão e Tricolor Paulista tinham chances de buscar a taça. Agora, os torcedores falam em vingança e em impedir que o Alvinegro seja campeão no ano de seu centenário.

 

Antes mesmo de ser derrotado no clássico do último domingo, Alex Silva já havia declarado que o São Paulo não entrega jogo para ninguém, mas que gostaria de vencer para impedir que o rival fosse campeão. Como a vitória não veio, resta ao zagueiro torcer para que os próximos adversários do Timão sejam mais eficientes. E para que o Fluminense não tropece nos jogos finais.

 

09/11/2010   -   07h19

 

 

Campeonato Brasileiro: Ponteiros vencem e Flu fica na frente de Timão e Raposa

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR

 

A 34.ª rodada do Campeonato brasileiro começou quente neste domingo, de muito sol e de tarde de Grande Prêmio de Fórmula 1, em Interlagos. Isso porque o Corinthians assumiu a liderança provisória ao vencer o clássico diante do São Paulo, por 2 a 0. Chegou aos 60 pontos, igual ao Cruzeiro que fez 1 a 0 sobre o Vitória, em Salvador.

 

Ambos têm 17 vitórias e só estão separados pelo saldo de gols, favorável ao Timão: 21 a 12. A expectativa era em relação ao Fluminense, que faria o clássico contra o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro.

E o Fluzão fez sua parte, ao vencer o rival, por 1 a 0, mantendo a liderança isolada, agora com 61 pontos. O gol da vitória foi marcado por Tartá. O Vasco da Gama ficou com 45 pontos, em 11.º lugar.

 

Timão bate Tricolor
No Morumbi, o Corinthians mostrou determinação para buscar a vitória, com gols de Elias e Dentinho, um em cada tempo. O São Paulo, que busca uma vaga na Copa Libertadores, vai ter que se recuperar nos últimos jogos. Afinal ficou com 50 pontos, em oitavo lugar.

 

No Barradão, com um gol contra de Jonas, o Cruzeiro venceu o Vitória e também se manteve firma na briga pelo título. Pior para o rubro-negro baiano na sua luta contra o descenso. Permanece com 38pontos, em 14.º lugar.


 

Empate ruim em Floripa

 

Não foi bom para o Avaí, que luta contra o descenso, e nem para o Botafogo, que sonhava ainda com o título. O empate sem gols foi ruim para os dois times, na Ressacada, em Florianópolis. Mas foi um resultado justo.

O jogo foi truncado demais. O Avaí ficou com 34 pontos,em 18.º lugar, dentro da zona de queda. enquanto isso, o Botafogo, com 55 pontos, se manteve em quarto lugar.

 

Duelo do desespero

 

No duelo dos piores times da competição, o Grêmio Prudente levou a melhor ao bater o Goiás, por 3 a 1, de virada, no Prudentão. Os dois times deram um forte abraço rumo à Série B. O paulista, com 27 pontos, continua na lanterna, enquanto o time goiano, com 31 pontos, é o vice-lanterna.

 

Rafael Moura, de cabeça, abriu para o Goiás, mas a reação veio com João Vitor, Willian José, de cabeça, e Wesley.

Guarani na zona de degola

 

Com números negativos de estarrecer, o time campineiro, enfim, entrou na zona de rebaixamento, com 36 pontos, e 17.º lugar. É a primeira vez que isso acontece, mas num momento ruim, afinal na reta final da competição. Tudo porque perdeu para o "mistão" do Palmeiras, por 1 a 0, com gol de Leandro Amaro, de cabeça.

O Palmeiras só usou dois titulares porque priorizou seu jogo contra o Atlético Mineiro, quarta-feira, no Pacaembu, pela Copa Sul-Americana. Chegou aos 50 pontos, em décimo lugar.


 

Furacão surpreende

 

No Raulino de Olieira, em Volta Redonda, o Flamengo decepcionou a sua torcida ao perder para o Atlético Paranaense, por 1 a 0, com gol de Paulo Baier, cobrando pênalti. O Furacão está com 53 pontos, na quinta posição. O Flamengo continua com 40 pontos, na perigosa 13.ª posição.

A rodada começou sábado com três jogos e 14 gols. Destaque para a goleada do Grêmio sobre o Ceará, por 5 a 1. Na luta contra o rebaixamento, o Atlético Mineiro empatou com o Santos, por 2 a 2.

 

Em situação parecida, o Atlético-GO também ficou no empate, por 2 a 2, com o Internacional, de olho na final do Mundial de Clubes.

Rodada começa com jogo isolado

 

A 35.ª rodada começa na quarta-feira com um jogo isolado, para atender os interesses da televisão. O Ceará vai receber o Botafogo, no Castelão, atrás da reabilitação da goleada sofrida diante do Grêmio, por 5 a 1, sábado, no Estádio Olímpico.

 

08/11/2010    -    06h44

 


Federação Carioca dá pontapé inicial para o próximo Estadual

 

SUPERESPORTES - RIO DE JANEIRO

 

Foi realizado nesta quinta-feira, na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ), o primeiro arbitral visando o Campeonato Carioca 2011. Não há muitas modificações em relação aos anos anteriores.

São dois grupos (A e B) que na primeira fase(Taça Guanabara) jogam internamente (todos do A contra todos do A) mas no returno (Taça Rio) os grupos se enfrentam (todos do A contra todos do B). Os dois primeiros de cada grupo avançam à semifinal. 1º do A x 2º do B; 1ºdo B x 2º do A. A semifinal e final serão decididas em apenas uma partida. Em caso de empate, o jogo vai para a disputa de pênaltis. Se o mesmo time vencer os dois turnos, como aconteceu com o Botafogo em 2010, ele será declarado campeão por antecipação, sem necessidade de decisão. Caso cada turno seja vencido por um time diferente, haverá dois jogos finais.

A principal alteração ficou por conta das datas dos clássicos, semifinais e finais. No próximo campeonato, todos os clássicos e jogos de mata-mata (semifinais e finais) serão disputados nos fins de semana. Ou seja, no Carnaval não teremos jogo na Quarta-feira de Cinzas como era costumeiro. Durante as festividades, as partidas serão disputadas na sexta e no sábado, seguindo recomendação da Polícia Militar.

A competição começa no dia 19 de janeiro, quarta-feira, véspera do feriado de São Sebastião. Assim como nos anos anteriores, não há mandante nos clássicos. A FFERJ é quem determina o local (Engenhão), horário, etc. O primeiro clássico do campeonato será Vasco x Flamengo, dia 29 ou 30 de janeiro, no Engenhão, pela quarta rodada da Taça Guanabara.

 

 


 

INSCRIÇÃO DE ATLETAS

Os clubes terão até o penúltimo dia útil das quartas rodadas, tanto na Taça Guanabara como na Taça Rio, para dar entrada na inscrição dos jogadores. Não há necessidade de já estarem com o o nome no Boletim Informativo de Registro de Atletas (BIRA) na data, basta que os clubes tenham dado a entrada. O presidente da FFERJ, Rubens Lopes, enfatizou que as diretorias não devem se balizar pelo Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

REBAIXAMENTO

Dois clubes serão rebaixados. Caso algum clube conquiste um turno, este ficará impossibilitado de ser rebaixado, mesmo que na soma geral de pontos entre Taça Guanabara e Taça Rio ele seja um dos dois piores. Na hipótese de haver empate entre dois ou mais times nas últimas colocações, serão disputadas duas partidas extras, em jogos de ida e volta.

TROFÉU RADIALISTA WASHINGTON RODRIGUES

As equipes que chegarem à terceira e quarta colocação, na Taça Guanabara, disputarão o Troféu Washington Rodrigues. Na Taça Rio, o homenageado será o capitão do tricampeonato mundial, Carlos Alberto Torres. As partidas devem ser a preliminares das semifinais e finais. Ainda não há a confirmação se os jogos antecederão as decisões, pois enquanto o campeonato estiver sob o horário de Verão, nenhum jogo será disputado antes das 17h (de Brasília). O assunto ficou para ser discutido nas próximas reuniões.

SUSPENSÕES

Assim como nos anos anteriores, se o jogador receber o terceiro cartão amarelo ou for expulso na sétima rodada da Taça Guanabara ou oitava da Taça Rio, ele estará suspenso da próxima partida. Se o time for um dos classificados para a semifinal ou para o torneio de consolação, ele não jogará a semifinal. Entretanto, para os que estiverem pendurados ao fim do turno, os cartões serão zerados para a semifinal. Se um jogador for, hipoteticamente, expulso na decisão da Taça Guanabara, ele cumprirá suspensão na primeira rodada da Taça Rio. Vale o mesmo para a Taça Rio. Assim, o jogador não poderá jogar a primeira rodada do campeonato de 2012.


INGRESSOS

Na próxima segunda-feira (08), os clubes voltarão a se reunir na sede da federação para decidir o valor mínimo dos ingressos, valor nos clássicos e a questão da gratuidade.

 

CONFIRA ABAIXO OS GRUPOS DO CAMPEONATO CARIOCA 2011

A


FLAMENGO
VASCO
AMERICA
BOAVISTA
VOLTA REDONDA
AMERICANO
RESENDE
NOVA IGUAÇU

B

BOTAFOGO
FLUMINENSE
BANGU
OLARIA
MADUREIRA
MACAÉ
CAXIAS
CABOFRIENSE

PRIMEIRA RODADA DA TAÇA GUANABARA (19 E 20 DE JANEIRO)

GRUPO A

BOAVISTA X AMÉRICA
VASCO X RESENDE
FLAMENGO X VOLTA REDONDA
AMERICANO X NOVA IGUAÇU

GRUPO B

BANGU X FLUMINENSE
MACAÉ X CABOFRIENSE
OLARIA X MADUREIRA
BOTAFOGO X DUQUE DE CAXIAS

 

 

05/11/2010   -    07H23

 

Campeonato Brasileiro 2010 - Corinthians encosta no líder Fluminense e Cruzeiro tropeça em casa

 

 

Campinas, SP,  (AGENCIA FUTEBOL IINTRIOR) - Na abertura da 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro quem mais avançaram na luta pelo título foram o Botafogo e o Corinthians. O Fogão que venceu o Atlético-GO, por 3 a 2. O time carioca, atual campeão carioca, entrou de vez na briga pelo título da temporada. O Timão goleou por 4 a 0, o Avaí e ultrapassou o Cruzeiro que perdeu para o São Paulo e agora é o segundo colocado. O Fluminense continua na liderança, com 58 pontos, ao segurar o empate sem gols com o Internacional, no Beira Rio.


 

 

 

No Engenhão, o Botafogo entrou esperançoso de correr por fora pelo título, o que é "batido" pelo técnico Joel Santana, o "homem da pranchetinha". Os gols foram marcados por Caio, de cabeça, Jobson, e Loco Abreu, de pênalti. O time goiano, que diminuiu no final com Juninho e Robston, continua ameaçado pelo descenso, mas fora da zona de perigo, com 36 pontos, em 15.º lugar.

 

Jogando no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, o Corinthians recebeu o Avaí e venceu por 4a 0, chegando a vice-liderança, somando agora 57 pontos, ficando a um ponto do Fluminense que tem 58. Os gols foram marcados por Bruno César, Elias e Ronaldoduas vezes. Já o Avaí permanece na zona de rebaixamento, com 33 pontos, na 18ª posição.

 

Na briga pela Libertadores

 

Sonhando com uma vaga na Libertadores, o São Paulo foi até Uberlândia, encarar o Cruzeiro que está brigando pelo título e venceu por 2 a 0, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. A Raposa perdeu a chance de assumir a liderança e acabou caindo para a terceira posição.

 

Com esse resultado, o São Paulo chegou, aos 50 pontos e agora está na sétima colocação, ficando a quatro do Botafogo que é o quarto colocado. Já o Cruzeiro, perdeu uma posição e agora é o terceiro, com 57 pontos, ficando atrás de Fluminense líder que tem 58.

 

Outros jogos

Em Campinas, no duelo dos desesperados, Guarani e Atlético-MG ficaram no zero a zero, mantendo suas posições. O time campineiro fica em 16.º lugar, com 36 pontos, agora há oito jogos sem vencer, com cinco derrotas e três empates. Tem um ponto a mais do que o Galo, em 17.º lugar. Os dois quase morreram abraçados.

 

Outro ameaçado, o Goiás, perdeu em casa, por 2 a 0, para o Grêmio, em alta, com 50 pontos, em sétimo lugar. O Goiás, com 31 pontos, fica na vice-lanterna. Os gols da vitória foram marcados por André Lima, ainda no primeiro tempo, e Diego Clementino, já nos acréscimos.

 

O Flamengo foi até a Fortaleza, encarar o Ceará e empatou por 2 a 2, gols de Welinton e Ronaldo Angelim para o Mengão, e Magno Alves duas vezes para o Vozão. O time carioca chegou aos 40 pontos e agora é o 13º colocado. Já a equipe cearense está na 11ª posição, com 44 pontos.

Continua na quinta-feira...

 

A 33ª rodada do Brasileirão continua nesta quinta-feira, com mais dois jogos. O Vasco da Gama recebe o desesperado e lanterna Grêmio Prudente. A outra partida vai ser entre o Atlético-PR e Palmeiras que jogam, em Curitiba.

 

Veja os resultados e jogos da 33.ª rodada:

 

19h30
Guarani 0 x 0 Atlético-MG
Botafogo 3 x 2 Atlético-GO
Internacional 0 x 0 Fluminense
Goiás 0 x 2 Grêmio
Santos 1 x 1 Vitória
Corinthians 4 x 0 Avaí
Cruzeiro 0 x 2 São Paulo
Ceará 2 x 2 Flamengo

 

Quinta-feira
21 horas

Vasco da Gama x Grêmio Prudente
Atlético-PR x Palmeiras

 

04/11/2010   -   09h10

 

 

 

TV Globo perde "poder" e clubes do Brasileirão podem lucrar até R$2 Bi com transmissões

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR

 

Com o fim do monopólio da Rede Globo sobre os direitos televisivos do Campeonato Brasileiro, o Clube dos 13 já começa arquitetar formas para lucrar mais com as transmissões a partir de 2012. De acordo com informações do Painel FC do jornal Folha de S. Paulo, os novos contratos devem render aos clubes valores superiores a R$ 2 bilhões.


 

A idéia da entidade que cuida dos interesses dos 20 principais clubes do país é fazer concorrências individuais nas diversas mídias. Dessa forma, a partir do Brasileirão 2012 serão negociadas separadamente os direitos de TV aberta, TV fechada, sistema pay-per-view, internet, telefonia, vendas internacionais e publicidade estática.

 

"Independente de preferências dos presidentes de clubes, será vencedora, em cada mídia, a melhor proposta", garantiu o diretor executivo do Clube dos 13, Ataíde Gil Guerreiro, à Folha.

 

A mudança de postura do Clube dos 13 foi motivada por uma decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), há três semanas. No último dia 20 de outubro, o órgão derrubou a cláusula que dava exclusividade na transmissão do Brasileiro à Globo, alegando prática de cartel. Agora, os direitos deverão ser leiloados de forma igualitária, atendendo a maior oferta.

 

Com a decisão do Cade, algums emissoras concorrentes já começaram a manifestar interesse nos direitos de transmissão. Na TV aberta, dois exemplos são Record e SBT, enquanto na fechada é a ESPN que disputaria espaço com a Sportv, da Globo.

 

O acordo atual, que vigora de 2009 a 2011, garantiu aos clubes da elite nacional o valor de R$ 1,5 bilhão no período. Dependendo do andamento, estas cifras poderiam até dobrar.

 

03/11/2010   -   06H47

 

 

Chefe da Ferrari diz que Alonso imita Schumacher e promete igualdade para pilotos

 

FOLHA ONLINE

 

A fala mansa e o jeito amistoso podem até enganar à primeira vista. Mas, após atravessar uma das maiores crises da Ferrari nos últimos anos ao inverter as posições de Felipe Massa e Fernando Alonso no GP da Alemanha, Stefano Domenicali, 45, mostrou estar preparado para lidar com situações difíceis.

 

Bastante criticado, o italiano diz que não se preocupa com o que dizem. "Se fosse me incomodar com o que falam, não estaria neste cargo", disse Domenicali à Folha na Coreia do Sul, antes da vitória que deixou Alonso na liderança do Mundial de F-1 e perto de faturar o título em seu primeiro ano como piloto do time de Maranello.


Jeon Heon-Kyun-24.out./Efe
O chefe da Ferrari, Stefano Domenicali

O chefe da Ferrari, Stefano Domenicali

 

"Fernando se parece muito com o Michael [Schumacher] em várias coisas. Em pouco tempo, já está deixando a equipe como ele gosta."

 

Folha - Mesmo que a Ferrari não ganhe nenhum título, considera este um bom ano?

 

Stefano Domenicali - Temos que ser realistas. Considerando a situação deste ano e o fato de a Red Bull ter feito um grande carro, para mim, é um milagre que estejamos aqui lutando pelo título. Na Ferrari, se tivéssemos um carro como o deles, o campeonato já teria terminado. Tivemos uma parte difícil no ano, com muitas críticas, muita pressão, mas o mais importante é reagir, manter as pessoas concentradas no trabalho, e esta recuperação rápida significa muito.


Peter Parks-24.out.2010/AFP
Alonso e Massa no pódio do GP da Coreia do Sul

Alonso e Massa no pódio do GP da Coreia do Sul

 

Isso tem alguma relação com a chegada do Alonso?

 

Quando falamos em equipe, todo mundo é importante para o sucesso. Dos engenheiros aos mecânicos, os pilotos, cada um tem que fazer sua parte para o time vencer. Já conhecíamos muito bem o Felipe, sabíamos de sua força e conhecíamos no papel a força do Fernando. Ele nos mostrou do que é capaz e estamos muito satisfeitos. Queríamos mostrar para ele como funcionamos como time e conseguimos. Temos muito o que melhorar ainda, mas ele já entendeu que a atmosfera aqui na Ferrari é única.

 

Você trabalhou com o Schumacher. Como compara o Alonso com ele?

 

Vejo duas coisas muito parecidas nos dois. Eles são muito focados na vitória, e o desejo de vencer é muito grande. Em pouco tempo, Fernando está deixando a equipe como ele gosta. Ele tem passado muito tempo em Maranello com os rapazes, está fazendo o possível para se integrar, não só profissionalmente mas também em um nível pessoal, o que também é importante.

 

Por outro lado, o Massa não teve um grande ano. Ele diz que o problema são os pneus. É isso ou há mais coisas?

 

Conheço o Felipe há muito tempo. Confio plenamente nele e quero deixar claro que ele é um grande jogador de equipe, um grande piloto. Quando fui criticado pela situação na Alemanha, disse que ninguém mais do que eu havia mostrado confiança nele, apesar de muitos me dizerem para me livrar dele, que ele não tinha capacidade para estar na Ferrari. Acho que em algum momento, quando não se tem uma temporada perfeita, você tem de olhar para você e reagir. Felipe sabe que o time está com ele. Sabe que estamos aqui para que ele seja o melhor piloto que ele pode ser. Mas não acho que [seu desempenho] esteja só relacionado aos pneus. É preciso colocar todos os elementos na sua frente e tentar entender quais os motivos para ter tido um ano que não é dos melhores.

 

Mesmo que o Alonso seja campeão, em 2011 ele e o Massa começam o ano zerados?

 

Sim, assim como neste ano. Os pilotos têm que saber qual é o interesse do time. Confirmo que o Felipe vai poder começar do zero em 2011, mas sempre sabendo que a Ferrari é o mais importante.

 

01/11/2010   -   07h12


Diego Armando Maradona, gigante do futebol, completa 50 anos hoje

 

JUAN PABLO VARSKY
COLUNISTA DA FOLHA


Quanto o conheci, eu tinha oito anos e estava na terceira série. Convidado pelo diretor de minha escola primária, surpreendeu-nos a todos com uma visita.

 

Transcorria o ano de 1979. Ele ainda não havia disputado o Mundial Juvenil do Japão, no qual se consagrou pela primeira vez. Tinha cara de adolescente e cabelo bem curto, digno de um recruta no serviço militar.

 

Tirei uma foto ao seu lado, dei-lhe um beijo e, de presente, um desenho no qual eu havia tentado retratar seu primeiro gol oficial com a seleção profissional, diante da Escócia, em Hampden Park.


Gary Hershorn- 22.jun.1986/Reuters
Maradona comemora vitória sobre a Bélgica em 1986
Maradona comemora vitória sobre a Bélgica em 1986

 

Chorei quando ele foi expulso contra o Brasil na Copa da Espanha, em 1982, seu primeiro fracasso. Chorei com seu gol contra os ingleses e com a Copa extraordinária que disputou no México, em 1986, sua chegada ao Olimpo futebolístico.

 

Festejei sua vendeta diante dos italianos na Copa de 1990. Xinguei com ele quando o hino argentino foi apupado antes da final contra a Alemanha.

 

Em 1993, fiz com ele minha primeira entrevista, no longo voo para a Austrália que marcava sua volta à seleção para disputar, na repescagem, uma vaga na Copa-1994.

 

Minhas pernas tremiam. Foi muito difícil quebrar o feitiço, humanizá-lo. Custava-me presumir que ele não era Deus. Nem mesmo em campo, com seu desempenho cada vez pior. Suas contradições começaram a me incomodar, assim como sua necessidade de opinar sobre tudo e todos, recaindo inevitavelmente na agressão. Sentia tristeza ao vê-lo mal, desalinhado, doente.


30.jun.1994/AP
Maradona é acompanhado por enfermeira da Fifa para exame antidoping  em 1994
Enfermeira acompanha Maradona para exame antidoping

 

Na França, em 1998, trabalhamos para um canal de TV,em que comentamos juntos a partida entre Argentina e Holanda. Também estivemos juntos na decisão da Libertadores entre Palmeiras e Boca Juniors, em 2000, quando fui testemunha privilegiada de um belo abraço entre ele e Roberto Rivellino.

 

Suas internações me aproximaram daquilo que ele tem de virtuoso, algo que até mesmo seus maiores detratores reconhecem.

 

Depois da dor, o alívio. Tomei parte na "Noche del Diez", o programa de 2005 que celebrava sua milagrosa recuperação após flertar com a morte. As palavras dele já não me interessavam tanto. Meu interesse era sua saúde.

 

Alegrei-me quando chegou à seleção argentina em 2008. Mas o rendimento da equipe me incomodava. A entrevista coletiva pornográfica em Montevidéu me irritou. Depois da esperança inicial, não consegui acreditar que ele tivesse armado um esquema tão ruim para o jogo contra a Alemanha.

 

Surpreende-me uma vez mais vê-lo inteiro e firme. Sua presença no velório do ex-presidente Néstor Kirchner, abraçando a presidente Cristina, me emocionou. Hoje ele faz 50 anos. Aos 40, retorno àquela foto de 1979. Tão presente em toda a minha vida, nunca, mas nunca mesmo, deixarei de amar Diego Armando Maradona.

 

Tradução de PAULO MIGLIACCI

 

30/10/2010   -   08H55


 

Brasileirão: Cruzeiro tenta recuperar a ponta, no encerramento da 32ª rodada

 

AGÊNCIA FUTEBOL INTERIOR

 

Brasileirão: Cruzeiro tenta recuperar a ponta e Guarani tem jogo de vida ou morte
Seis jogos completam a 32ª rodada da competição, que foi iniciada na última quarta-feira com o empate entre Flamengo e Corinthians

 

Campinas, SP, 29 (AFI) - Com seis jogos neste sábado, a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro vai deixar os torcedores de cabelo em pé. Na briga pelo título, o Cruzeiro vai encara o Grêmio Prudente em busca da reconquista da primeira posição, já que Fluminense e Corinthians já jogaram e ultrapassaram os mineiros. Na parte de baixo da classificação, Avaí e Guarani se enfrentam num jogo que pode valer a permanência das equipes na Série A.

 

 

 

 

Decisivo para ambos

Embalado pela surpreendente vitória sobre o Santos, por 3 a 2, em plena Vila Belmiro, o Grêmio Prudente tenta se manter vivo na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O problema é que o time paulista encara outra pedreira, o Cruzeiro, neste sábado, às 18h30, no Estádio Prudentão, em Presidente Prudente.

 

Apesar da grande vitória na rodada passada, o Prudente segue em situação delicada. Com mais de 99% de chances de rebaixamento, o time precisará vencer seus últimos sete jogos para não cair. Atualmente, ocupa a última posição, com 24 pontos. Dez a menos que o Atlético-MG, primeiro fora da zona de descenso.

 

A Raposa, por outro lado, vem de duas derrotas seguidas e precisa vencer para não ver o Fluminense distante. Após derrotas para Grêmio (2 x 1) e Atlético-MG (4 x 3), o time estacionou nos 54 pontos, na segunda posição, e viu o Fluminense chegar aos 57.

 

Jogo de um milhão de pontos

O Guarani encara, neste sábado, mais uma decisão na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O time de Campinas visita um concorrente direto, o Avaí, às 18h30, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 32.ª rodada.

 

O Bugre tenta colocar fim a uma série de seis jogos sem vitórias, sendo dois empates e quatro derrotas. A derrota para o Atlético-GO, por 1 a 0, na rodada passada, aumentou a pressão sobre o Guarani, que caiu para a 15.ª posição, com 35 pontos. Um a mais que o Vitória, primeiro time na zona de rebaixamento.

 

Do outro lado, no entanto, também estará uma equipe pressionada pela vitória. Na penúltima colocação, com 30 pontos, o Avaí vive situação idêntica ao do adversário, já vem de dois empates e quatro derrotas. Um novo tropeço pode praticamente sacramentar seu rebaixamento.

 

 

Sul-americana de lado

Lutando por vagas na semifinal da Copa Sul-Americana, Palmeiras e Goiás deixam a competição continental de lado e focam suas forças no Campeonato Brasileiro. Os clubes irão se enfrentar neste sábado, às 18h30, na Arena Barueri.

 

Se o Verdão luta para encostar na zona de classificação para a Copa Libertadores de 2011, o Goiás briga para escapar do rebaixamento para a Série B da próxima temporada.

 

O time paulista vem de derrota no clássico diante do Corinthians, por 1 a 0, no Pacaembum fato que o deixou na décima colocação, com 44 pontos. Por outro lado, o Goiás vem de vitória diante do Avaí, por 1 a 0, no Serra Dourada. Assim, o time Esmeraldino subiu para a 18.ª colocação, com 31 pontos.

 

Vale alguma coisa?

Classificados para a Copa Libertadores de 2011, Internacional e Santos se enfrentão neste sábado, às 16 horas, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Apesar de já terem garantido vagas na competição continental, os clubes ainda sonham com a conquista do título nacional.
Ambos podem chegar à Tríplice Coroa ainda nesta temporada. O Colorado tem a Libertadores, mas ainda vai disputar o Mundial de Clubes. O Peixe conquistou a Copa do Brasil e ainda o Paulistão.

 

O Internacional vem de empate diante do rival Grêmio, por 2 a 2, no Gre-Nal disputado no Olímpico. Por outro lado, o Santos vem de duas derrotas consecutivas para dois paulistas.

 

O Peixe perdeu do São Paulo (4 a 3) e do Grêmio Prudente (3 a 2). Assim, ambos estão com 48 pontos, porém, o Santos está na quarta colocação e o Inter em quinto, pois no critério de desempate, no saldo de gols, o time paulista está em vantagem (11 a 4).

 

Duelo de alvi-negros

Neste sábado, às 18h30, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG, o Atlético-MG vai em busca de mais uma vitória visando sua permanência na Série A do Brasileiro. O Galo enfrenta a equipe do Botafogo.

 

Em partida válida pelo primeiro turno do Brasileirão, no Estádio do Engenhão, o Botafogo venceu o Atlético-MG pelo placar de 3 a 0. Os gols do alvinegro carioca na partida foram marcados por Somália, Maicossuel e Herrera.

 

Na última rodada, disputada no último final de semana, o Galo venceu o clássico mineiro contra o Cruzeiro pelo placar de 4 a 3 e subiu para a 16ª colocação, com 34 pontos ganhos. Já o Botafogo, que venceu o Vitória por 1 a 0, no Engenhão, é o sexto colocado, com 48 pontos.

 

Para sair da degola

O Vitória joga neste sábado, às 16 horas, no Estádio do Barradão, em Salvador, contra o Vasco da Gama. Na zona de rebaixamento, o clube baiano precisa da vitória para tentar se livrar da degola.

 

No primeiro turno, quando a partida foi disputada no Estádio São Januário, o time carioca venceu o Vitória por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Zé Roberto, aos 21 minutos da primeira etapa.

 

Na última rodada, disputada no final de semana, o Vitória jogou contra o Botafogo no estádio do Engenhão e perdeu pelo placar de 1 a 0. Com o resultado, o Leão caiu para a décima sétima posição, com 34 pontos. Já o Vasco da Gama, que vem de um empate no clássico carioca contra o Flamengo em 1 a 1, é o 12º, com 42 pontos conquistados.

 

Confira os resultados e jogos da 32.ª rodada do Brasileirão:

Quarta-feira

Flamengo 1 x 1 Corinthians

 

Quinta-feira

Atlético-GO 1 x 1Ceará
São Paulo 2 x 1 Atlético-PR
Fluminense 2 x 0 Grêmio

 

Sábado 16 horas

Vitória x Vasco da Gama
Internacional x Santos

18h30

Grêmio Prudente x Cruzeiro
Palmeiras x Goiás
Atlético x Botafogo
Avaí x Guarani

 

30/10/2010   -   08h48

 

Scolari chama repórter de palhaço e xingamento repercute internacionalmente

 

AGÊNCIAS DE SÃO PAULO

 

A irritação do técnico Luiz Felipe Scolari contra alguns jornalistas na noite desta quarta-feira, após o empate com o Atlético-MG [1 a 1], repercutiu internacionalmente.

 


 

Sites do exterior noticiaram nesta quinta-feira o fato do treinador do Palmeiras ter chamado repórteres de palhaço, depois dirigindo o xingamento ao jornalista da Rádio Globo Raphael Prates.

 

"Big Phil", como é chamado por alguns veículos de imprensa do exterior, ficou irritado ao ser questionado sobre a contusão do meia chileno Valdivia, que saiu logo no início do jogo pois já estava sentindo dores na parte posterior da coxa esquerda.

 

"Não vi nada disso. Ele jogou bem durante 18 minutos. Está ótimo. Vocês (imprensa) é que estão de palhaçada. Aqui existe médico. E você é o mais palhaço", esbravejou o técnico.

 


 

Scolari já havia se irritado com os jornalistas [também em razão do caso Valdivia] após o clássico contra o Corinthians, no fim de semana, disparando palavrões durante a entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0.

 

A imprensa internacional tratou as palavras de Scolari como agressão aos jornalistas. O técnico é conhecido no exterior por ter ganho a Copa do Mundo de 2002 à frente da seleção brasileira, além do fato de ter comandado o Chelsea, da Inglaterra.

 

Os americanos "Sports Illustrated" e "NBC Sports", por exemplo, reproduzem nota da agência "Associated Press" que fala em "raiva" contra os repórteres.

 

Já os veículos chilenos deram destaque ao caso devido a Valdivia ser um dos destaques da seleção do país.

 

Para a rádio "Cooperativa", a dura reação do treinador "ofuscou" a mais nova lesão de "el Mago" Valdivia.

 

29/10/2010   -   07H21

 

Campeonato Brasileiro: Flu tenta disparar na ponta, São Paulo tem duelo pela Libertadores


 

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR

 

Devido às eleições do segudo turno, 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro foi dividida em três dias. Assim, na quinta-feira, acontecem três partidas, que dão seguimento na rodada. O destaque fica por conta do jogo entre São Paulo e Atlético-PR, que brigam por uma vaga na Copa Libertadores de 2011. Outro duelo que merece destaque acontece no Rio de Janeiro, quando o Fluminense recebe o Grêmio e pode disparar na primeira colocação.

 

O jogo acontece na Arena Barueri, às 21 horas. Essa partida vai ter o reencontro do técnico Paulo César Carpergiani, que saiu do Furacão para treinar o Tricolor no decorrer da competição. No primeiro turno, jogando pela 13ª rodada na Arena da Baixada, os dois times empataram por 1 a 1.

 

Na última rodada, o São Paulo perdeu por 2 a 0, para o Ceará, jogando no Estádio Castelão, em Fortaleza. Assim, o Tricolor ficou na nona colocação, com 44 pontos. Por outro lado, o Atlético-PR, jogando em casa, empatou por 2 a 2 com o líder Fluminense. Assim, o Furacão está na sétima colocação, com 47 pontos, um a menos que o Botafogo que tem 48 e é o último na zona de classificação para a Libertadores.

Disparar na liderança?

 

O Fluminense segue em busca do título nacional. O Tricolor recebe o Grêmio, às 21 horas, no Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro. O time carioca voltou à lideranaça da competição na última rodada, quando chegou aos 54 pontos, assim como o Cruzeiro, mas ultrapassou o time mineiro no quesito de saldo de gols (18 a 11), após empatarem no número de vitórias (15 a 15). No primeiro turno, em Porto Alegre, o Flu venceu, por 2 a 1.

 

Já o Grêmio, que ainda sonha com a vaga na Libertadores, vem de empate no clássico diante do Internacional, por 2 a 2, no Olímpico. O resultado amentou para nove jogos a série invicta do Tricolor, que chegou aos 47 pontos, encostando na luta por um lugar na competição continental da próxima temporada.

 

Contra a degola!

 

Embalado, o Atlético-GO recebe o Ceará, às 21 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. O Dragão soma três vitórias seguidas, sendo a última diante do Guarani, por 1 a 0, em Campinas. Assim, o time goiano subiu para a 14.ª colocação, com 35 pontos. Por outro lado, o Ceará soma seis jogos de invencibilidade, sendo três empates e três vitórias, sendo a última diante do São Paulo, por 2 a 0, no Castelão. Assim, o Vovô é o 11.º, com 42. No primeiro turno, em Fortaleza, os times ficaram no 0 a 0.

Confira os jogos que completam a 32.ª rodada:

 

Quinta-feira 21h

Atlético-GO x Ceará
São Paulo x Atlético-PR
Fluminense x Grêmio

 

Sábado 16h

Vitória x Vasco da Gama
Internacional x Santos

 

18h30

Grêmio Prudente x Cruzeiro
Palmeiras x Goiás
Atlético x Botafogo
Avaí x Guarani

 

28/12/2010   -   08h28

 

 

Flamengo x Corinthians - Clássico dos milhões pode ter novo líder

 

 

 

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR – Dono das duas maiores torcidas do futebol brasileiro, Flamengo e Corinthians fazem o chamado Clássico dos Milhões nesta quarta-feira, às 22 horas, no Estádio Engenhão, na abertura do Campeonato Brasileiro. Em ascensão, os dois times têm objetivos distintos dentro da competição, mas os alvinegros podem retomar a liderança.


Invicto desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo – já se foram quatro jogos, sendo duas vitórias e dois empates -, o Mengo arrancou um empate com o Vasco por 1 a 1 na última rodada e chegou aos 38 pontos, alcançando o 13ª lugar e se distanciando da zona de rebaixamento, entrando de vez na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana.

 

Enquanto isso, o Timão vem animado com a vitória no clássico sobre o Palmeiras, por 1 a 0, na partida que marcou a estreia do técnico Tite e que também quebrou um longo jejum de sete jogos sem resultado positivo. Se vencer, o time paulista chegará aos 56 pontos e deixará a terceira colocação para assumir a liderança isolada, mesmo que seja de forma provisória.

 

Equilíbrio

Um dos maiores clássicos do futebol brasileiro, Flamengo e Corinthians se enfrentam há 92 anos e o primeiro confronto aconteceu em 1918, quando o rubronegro perdeu para os paulistas em um amistoso realizado. Ao todo foram realizadas 114 partidas, sendo 47 vitórias do Mengo, 23 empates e 44 resultados positivos do Timão.

 

Artilheiro está de volta

Depois de um início não muito bom com a camisa do Flamengo, o atacante Val Baiano caiu nas graças dos torcedores, mas acabou se lesionando e ficando de fora por algumas partidas. Liberado pelo Departamento Médico, o artilheiro ainda não tem a sua volta garantida, mas pode acabar ficando apenas como opção no banco de reservas, devido ao tempo que ficou parado.

 

Ainda sem saber o que é derrota sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o Mengo promete partir para cima do adversário em busca de mais um resultado positivo. O meia Renato Abreu, autor do gol de empate no clássico contra o Vasco, acredita que será um grande clássico.

 

"É um clássico importante para duas equipes, existe rivalidade entre elas. São as duas maiores torcidas do Brasil. Espero um grande jogo, truncado, de detalhes. A equipe do Corinthians tem crescido, mas nós também. Será um clássico competitivo", afirmou o meia Renato Abreu.

 

De olho na ponta

Sonhando com dias melhores depois que acabou com o jejum de vitórias, ao bater o rival Palmeiras, o Corinthians já começa a fazer as contas para conquistar o título do Brasileirão. O elenco sabe que se vencer o Flamengo, a ponta estará garantida, mesmo que de forma provisória, mas o pensamento é conquistar sete vitórias.

 

"Vencer as sete. É isso o que conversamos. Quem vencer as sete vai ser campeão. Dificilmente as equipes que estão na frente vão conseguir vencer todas. São jogos dificílimos, o Prudente deu mostra disso e sofremos isso contra o Atlético-GO. Não existe parte de cima ou de baixo, então vamos buscar respeitar os adversários como sempre respeitamos”, previu o beque.

 

Fazendo a sua segunda partida no comando do Timão, o técnico Tite espera manter o 100% de aproveitamento. Por isso, ele não terá nenhum desfalque por suspensão e ainda vai contar com o atacante Ronaldo Fenômeno, que espera voltar a vencer o time de seu coração. São cinco jogos, sendo quatro derrotas e apenas um resultado positivo.

 

Ficha Técnica

 

Flamengo x Corinthians

 

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 27/10/2010
Horário: 22 horas
Árbitro: Sandro Meira Ricci-DF
Assistentes: Altemir Hausmann-RS (Fifa) e Roberto Braatz-PR (Fifa)

 

Flamengo

Marcelo Lomba; Leonardo Moura, David, Welinton e Juan; Willians, Maldonado, Kleberson e Renato; Diego Maurício (Val Baiano ou Diogo) e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxembrugo

 

Corinthians

Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Iarley e Ronaldo.
Técnico: Tite.

 

27/10/2010   -   08h20



Corinthians vence clássico, Sampa vê Libertadores longe e Flu vira líder

 

 

AGÊNCIA FUTEBOL INTERIOR – O domingo foi bastante movimentado com a realização de quatro jogos à tarde e mais quatro à noite válidos pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Corinthians venceu o clássico diante do Palmeiras, na estreia do técnico Tite, e afastou a má fase. Enquanto isso, o São Paulo vê a Libertadores cada vez mais longe e o Fluminense assumiu a ponta, passando o Cruzeiro, que perdeu o clássico para o Atlético Mineiro. Esta rodada foi denominada "Rei Pelé" em homenagem aos 70 anos do "Rei do Futebol".


O Corinthians afastou de vez a má fase e voltou a brigar pelo título do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, na estreia do técnico Tite, o time alvinegro venceu o clássico diante do Palmeiras, por 1 a 0, pela 31ª rodada. O único gol marcado foi do meia Bruno Cesar, ainda no primeiro tempo.


 

 

Com esse resultado, o Timão deu um fim na série de sete jogos sem vitórias – três empates e quatro derrotas. Assim, o time alvinegro chegou aos 53 pontos e assumiu o terceiro lugar, voltando a brigar pelo título. Enquanto isso, o Verdão se encontra na zona intermediária, com 44 pontos e volta suas atenções para a Sul-Americana.

 

Novo líder

Apesar de entrar em campo pensando apenas na vitória, o Fluminense arrancou um importante empate diante do Atlético-PR, por 1 a 1, na Arena da Baixada. O time carioca retomou a liderança, com 54 pontos, contando com o tropeço do Cruzeiro, que perdeu para o Atlético Mineiro, por 4 a 3. Os dois times têm 54 pontos, mas o Fluminense leva vantagem no saldo de gols: 18 a 13.

 

O Furacão também perdeu a chance de encostar no grupo da Libertadores, chegando aos 47 pontos e assumindo a sétima colocação.

 

Tricolor distante da Libertadores

Depois de iniciar uma arrancada, o São Paulo tropeçou em Fortaleza e acabou perdendo para o Ceará, por 2 a 0, no Estádio Castelão. O resultado afasta o time paulista de uma das vagas para a Libertadores, enquanto os cearenses respiraram, se distanciando da zona de rebaixamento.

 

Agora, o Vozão se encontra na 11ª colocação, com 42 pontos e afastou o fantasma do rebaixamento. Por outro lado, o Tricolor se encontra na nona colocação, com 44 e vê a Libertadores mais longe, já que a diferença para o G4 aumentou para quatro pontos.


 

Clássicos iguais

Dois dos mais tradicionais clássicos do futebol brasileiro terminaram empatados. No Rio de Janeiro, no Engenhão, Vasco da Gama e Flamengo ficaram no justo 1 a 1. E praticamente não mudam de posições. O Vasco, com 42 pontos, é o 12.º colocado, enquanto o Flaemngo, com 38, é o 13.º.

Muita emoção no Gre-Nal, com o Grêmio duas vezes na frente, mas com final 2 a 2. O Colorado é quinto colocado, com 48 pontos, enquanto o tric9olor é oitavo, com 47.

Em Minas Gerais, o Atlético confirmou sua reação ao bater o rival Cruzeiro, por 4 a 3. Dessa forma, o Galo deixou a zona de rebaixamento, emprurando o Vitória para baixo. O Galo tem 34 pontos, em 16.º lugar. O Cruzeiro é vice-líder.

Na Vila Belmiro, aconteceu a zebra. O lanterna Grêmio Prudente, de virada, fez 3 a 2, no Santos, que continua com 48 pontos, em quarto lugar. O Prudente é o lanterna, com 24 pontos, virtualmente rebaixado para a Série B.

Esmeraldino leva a melhor

Jogando na tarde deste domingo no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, o Goiás venceu o Avaí pelo placar de 1 a 0. Com o resultado, o Esmeradino segue vivo na luta para não ser rebaixado a Série B do Campeonato Brasileiro. Já o Avaí, se complica e continua na zona de rebaixamento do Nacional.

 

Com a vitória na tarde de sábado, o Goiás chega a 31 pontos na tabela, assumindo a 18ª colocação. Já o Avaí, com a derrota, é o 19º, ficando com os mesmos 30 pontos no Brasileirão 2010. Na briga contra o descenso, o Prudente tem 24 pontos; o Avaí 30, o Goiás 31 e o Vitória 34 pontos.

 

Confira os resultados da 31ª rodada do Brasileirão:

 

Sábado

Botafogo 1 x 0 Vitória
Guarani 0 x 1 Atlético-GO

 

Domingo
Goiás 1 x 0 Avaí
Corinthians 1 x 0 Palmeiras
Ceará 2 x 0 São Paulo
Atlético-PR 2 x 2 Fluminense

 

18h30
Santos 2 x 3 Grêmio Prudente
Cruzeiro 3 x 4 Atlético-MG
Vasco da Gama 1 x 1 Flamengo
Grêmio 2 x 2 Internacional

 

25/10/2010   -   08h04


 

 

 

Formula 1: Webber é o mais rápido do 1º dia de treinos na Coreia do Sul


AGENCIA REUTERS

 

Atual primeiro colocado do Mundial de Pilotos a três corridas do final da temporada, o australiano Mark Webber, da Red Bull, liderou o segundo treino livre para o GP da Coreia do Sul, na madrugada desta sexta-feira (horário de Brasília), fechando o primeiro dia de atividades no novo circuito de Yeongam como o mais rápido.


 

Foto: Reuters

 

Webber cravou o tempo de 1min37s942 e foi seguido por Fernando Alonso, segundo colocado após ser 0,19s mais lento que o australiano. Mais rápido na primeira sessão, Lewis Hamilton fechou o dia em terceiro com sua McLaren.

 

Outros dois postulantes ao título da temporada, Jenson Button conseguiu um quinto lugar após ter problemas em sua McLaren, enquanto Sebastian Vettel, parceiro de Webber na Red Bull, foi apenas o sétimo mais veloz na segunda sessão.

 

Entre os pilotos brasileiros, Felipe Massa, da Ferrari, foi o melhor ao ser o sexto mais rápido. Rubens Barrichello, da Williams, ficou em 13º. Já Lucas di Grassi, substituído pelo belga Jerome D'Ambrosio na primeira atividade, fecha o dia em 22º.

 

Já Bruno Senna sofreu com problemas na Hispania no treino livre inaugural, só conseguiu ir para a pista no final da segunda atividade e terminou o dia na última colocação.

 

 

Se o brasileiro derrapou no primeiro treino, a segunda atividade no circuito de Yeongam foi interrompida por uma bandeira vermelha: com quase 30 minutos de sessão, o japonês Sakon Yamamoto, companheiro de Senna na Hispania, rodou e deixou seu carro atravessado na pista, obrigando os demais pilotos a permanecerem nos boxes por cerca de cinco minutos.

 

O dia serviu para o primeiro contato com os mais de 5km do novo traçado, desenhado por Hermann Tilke. A tendência é que os pilotos melhorem ainda mais suas marcas à medida que tenham informações mais apuradas da pista, que esteve longe das condições ideais. É precipitado, portanto, definir a sexta-feira como referência para o classificatório deste sábado.

 

Os pilotos voltam à pista à meia-noite desta sexta para o terceiro treino livre. Três horas mais tarde será realizado o classificatório que define o grid de largada do GP sul-coreano. Ambos os eventos terão acompanhamento do Terra em tempo real.

 

Confira o resultado dos treinos livres desta sexta:

 

1º Mark Webber (AUS/Red Bull): 1min37s942
2º Fernando Alonso (ESP/Ferrari): 1min38s132
3º Lewis Hamilton (ING/McLaren): 1min38s279
4º Robert Kubica (POL/Renault): 1min38s718
5º Jenson Button (ING/McLaren): 1min38s726
6º Felipe Massa (BRA/Ferrari): 1min38s820
7º Sebastian Vettel (ALE/Red Bull): 1min39s204
8º Vitaly Petrov (RUS/Renault): 1min39s267
9º Nico Rosberg (ALE/Mercedes): 1min39s268
10º Kamui Kobayashi (JAP/Sauber): 1min39s564
11º Nick Heidfeld (ALE/Sauber): 1min39s588
12º Michael Schumacher (ALE/Mercedes): 1min39s598
13º Rubens Barrichello (BRA/Williams): 1min39s812
14º Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India): 1min39s881
15º Adrian Sutil (ALE/Force India): 1min39s971
16º Nico Hulkenberg (ALE/Williams): 1min40s478
17º Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso): 1min40s578
18º Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso): 1min40s896
19º Heikki Kovalainen (FIN/Lotus): 1min42s773
20º Jarno Trulli (ITA/Lotus): 1min42s801
21º Timo Glock (ALE/Virgin): 1min43s115
22º Lucas di Grassi (BRA/Virgin): 1min44s039
23º Sakon Yamamoto (JAP/Hispania): 1min45s166
24º Jerome D'Ambrosio (BEL/Virgin): 1min46s613
25º Bruno Senna (BRA/Hispania): 1min46s649

 

22/10/2010   -   08h44


 

Simon apitará clássico gaúcho; Grêmio e Inter reprovam

 

Escolhido como árbitro do Gre-Nal do próximo domingo, Carlos Eugênio Simon está longe de ser uma unanimidade. Próximo de sua despedida do apito, o juiz brasileiro das últimas três Copas do Mundo desperta desconfiança nas torcidas e nas diretorias tanto do Grêmio como do Inter, insatisfeitas com sua escalação por causa de suas arbitragens em clássicos recentes.

 

 

Gre-Nal de domingo deverá ser o último clássico gaúcho da carreira de Simon
Foto: Getty Images

 

O vice-presidente de futebol gremista, Alberto Guerra, ficou desagradado com o resultado do sorteio que indicou Simon como árbitro do clássico gaúcho. "Fomos consultados pela Federação Gaúcha a respeito desta homenagem que queriam fazer a ele, que está se aposentando. Preferíamos um árbitro de fora do Estado, pois o Simon não costuma ir bem em Gre-Nais. A responsabilidade será toda da FGF se algo sair errado", disse o dirigente.

 

Já o vice de futebol do Internacional, Fernando Carvalho, elogiou o árbitro, mas frisou que seria melhor se o escolhido fosse o mineiro Sandro Meira Ricci (que apita pelo Distrito Federal), colocado no sorteio com o gaúcho, por ser um árbitro nascido fora do Rio Grande do Sul.

 

"Simon é um grande árbitro, de Copa do Mundo. Já errou e acertou, mas não temos reparos a fazer. Mas é a questão de ser um juiz gaúcho apitando Gre-Nal no Brasileiro. Nada contra ele, mas preferíamos que não fosse gaúcho para que não houvesse reclamações", disse Carvalho.

 

Nesta quarta-feira, o dirigente colorado lembrou de erros de Simon a favor do Grêmio em partidas pelo Campeonato Gaúcho. Já os gremistas condenam Simon principalmente em virtude de dois clássicos.

 

Na primeira final do Campeonato Gaúcho de 2006, o árbitro deixou de marcar uma falta em dois lances dentro da área em favor do time tricolor, quando o goleiro Clemer pegou com as mãos um recuo feito com o pé pelo zagueiro Bolívar. O outro erro aconteceu no ano passado, quando o árbitro invalidou um ataque após a marcação de um impedimento inexistente de Jonas, que sairia na cara do gol de Lauro.

 

O retrospecto do Grêmio em clássicos com Simon no apito, no entanto, é positivo. Desde 1995, foram 18 jogos, com oito vitórias gremistas, cinco coloradas e cinco empates. Porém, a última vitória tricolor em Gre-Nais com ele foi em 2002. De lá para cá, são quatro triunfos do Inter e um empate.

 

Com informações de Gazeta Esportiva e Lancepress!

 

21/10/2010   -   08h08

 

 

 

Novo técnico chega ao Timão e diz ser algo especial voltar ao clube

 

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR


O técnico  Tite chegou nesta terça-feira a São Paulo e já nesta quarta será apresentado no CT Joaquim Grava como novo comandante do Corinthians no lugar de Adilson Batista. A estreia está marcada para o próximo domingo, em clássico contra o arquirrival Palmeiras, no Pacaembu, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Tite desembarcou por volta das 17h45 no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), e foi cercado por jornalistas e torcedores. Ele estava no Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos. O foco principal era a disputa do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, mas mesmo assim ele preferiu aceitar o convite da diretoria alvinegra. "Claro que o Mundial era importante para mim, mas a volta para o Corinthians pesou bastante. É sempre algo muito especial", declarou.


O treinador mostrou confiança em recuperar o bom futebol do Corinthians, que não vence a sete jogos no Campeonato Brasileiro, mas está em terceiro lugar na tabela de classificação. "Temos condições de retomar o papel que a equipe desempenhava. Quando eu saí do Brasil, no fim de agosto, o Corinthians era o time com o futebol mais consistente".


Tite, que vai assinar contrato com o Corinthians até o final da próxima temporada, já comandou o clube do Parque São Jorge. Em 2004, ele livrou o time das últimas posições do Brasileirão e só saiu em 2005 devido a um desentendimento com um parceiro corintiano.


"Peguei a equipe na zona de rebaixamento e por uma posição não classificamos para a Libertadores, foi um marco muito importante para mim. Houve um reconhecimento", declarou, se referindo a 2004.

 

20/10/2010   -   08h52


Brasiliense Futebol Clube: Pressão dentro e fora de campo


 

 

Uma final de campeonato. É desta forma que o meia Iranildo vai encarar a partida desta terça-feira (19), às 19h30, no Serejão, pela 30ª rodada da Série B do Brasileiro, contra o Ipatinga. Sem vencer há oito rodadas, o time de Taguatinga quer dar a volta por cima, iniciar uma desejada arrancada e evitar o rebaixamento.

O Brasiliense soma 28 pontos e ocupa a 19ª posição. Do outro lado estará um adversário muito difícil. O Ipatinga ainda está entre os piores colocados, mas vem embalado após ganhar os últimos quatro jogos disputados. Os mineiros do Vale do Aço estão duas posições a frente do Brasiliense, com 30 pontos.

Na partida do primeiro turno entre as duas equipes, no estádio Ipatingão, os donos da casa venceram com facilidade, 3 a 1, com gols de Alessandro (2) e Preto. Ânderson Pico, que não faz mais parte do atual elenco amarelo, descontou para os visitantes. A partida aconteceu em 31 de julho e foi válida pela 11ª rodada.

Brasiliense

Sob protestos da torcida, o técnico Andrade comandou o último treino do Brasiliense antes da partida diante do Ipatinga. Sem poder contar com jogadores importantes como o meia Ruy, o atacante Aloísio e o goleiro Gatti, todos machucados, o comandante tenta se virar para dar ânimo ao grupo e buscar o resultado positivo diante dos mineiros.

Depois de várias falhas seguidas, o zagueiro Miltão foi barrado pelo treinador. Assim, o trio de defensores foi formado na atividade desta segunda com Dezinho, Santiago e Fábio Braz. O volante Ferrugem segue improvisado na lateral-direita, enquanto Cicinho continua de fora. No meio-campo, a novidade para a partida desta terça será o retorno do xodó da torcida Iranildo, que terá a companhia de Adriano Felício na criação das jogadas.

Sobre o atual momento do time, o camisa dez Iranildo não esconde a tristeza. “Ontem (domingo) foi meu adversário e eu nem tive clima para comemorar. Passei o dia todo em casa com a minha mulher e os meus filhos. O jogo amanhã será uma final e vamos fazer de tudo para sair dessa situação. Não quero ter um rebaixamento no meu currículo”, disse o jogador, totalmente recuperado de uma tendinite que o afastou dos gramados nós últimos cinco jogos.

O atacante Bebebo, recentemente afastado do grupo por indisciplina, voltou a ser relacionado. Andrade continua com sua situação indefinida e ainda aguarda uma conversa com o dono do clube, Luiz Estevão. “A minha situação quem sabe é o patrão. É importante ter um respaldo, isso nos dá mais confiança para trabalhar. Depois do jogo com o Ipatinga vamos ter uma conversar e definir a situação”, disse Andrade.

Ipatinga-MG

Sustentando uma invencibilidade de quatro jogos seguidos, o Ipatinga chegou ao Distrito Federal em busca da 5º vitória consecutiva e deixar a zona de rebaixamento. Nas últimas quatro rodadas, o time do Vale do Aço venceu todos os jogos e, contra o desanimado Brasiliense, quer aproveitar o bom momento e fugir do rebaixamento.

A boa notícia é que o treinador Gerson Evaristo não terá nenhum problema para escalar o time e vai repetir os mesmos onze que bateram a Ponte Preta por 2 a 1, na rodada passada, no Estádio Ipatingão. O volante Rodrigo Antônio enxerga contra o Jacaré a oportunidade de deixar a zona de perigo.

"Vamos jogar contra o Brasiliense com o mesmo espírito de luta dos últimos jogos. Tentaremos conquistar mais uma vitória para a gente tentar sair da zona do rebaixamento", afirmou o jogador em entrevista ao site oficial do clube.

 

 

FONTE: ESPORTE CANDANGO   19/10/2010  08h50

 

 

 

Conmebol confirma volta do G4 ao Brasileiro


(AFI) O G4 do Campeonato Brasileiro  está de volta. Em reunião na sede da Conmebol, na tarde desta segunda-feira, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, conseguiu reverter a situação e deu ao Brasil mais uma vaga na Libertadores de 2011.


Com a confirmação do G4, o Brasileirão ganhará muito mais emoção nas oito rodadas que faltam. Como Santos (campeão da Copa do Brasil) e Internacional (atual campeão da Libertadores), todos os times acima do décimo lugar brigam pela quarta vaga.

Atualmente, quem se beneficiaria da decisão da Conmebol é o Atlético-PR, com 46 pontos, na sexta colocação. Entretanto, Grêmio (46), Botafogo (45), São Paulo (44), Palmeiras (44) e até mesmo Vasco (41) lutam pelo quarto lugar.

Cruzeiro (54), Fluminense (53) e Corinthians (50) são os três primeiros colocados e parecem quase garantidos na Libertadores.

Com a volta do G4, o Brasil pode ter até sete representantes na Libertadores de 2011. Para isso, basta um brasileiro ser campeão da Copa Sul-Americana deste ano. Palmeiras, Avaí, Goiás e Atlético-MG estão na disputa.

 

AGENCIA FUTEBOL INTERIOR  19/10/2010   08h44

 

 

Série D: América-AM e Guarany-CE  garantem acesso

 


(AFI) – América-AM e Guarany-CE são os mais novos integrantes do Campeonato Brasileiro da Série C de 2011. Depois de conquistarem vantagem  na primeira partida, os dois times  comprovaram o favoritismo neste domingo (17) e carimbaram o acesso na Série D. Agora, se juntam a Madureira-RJ e Araguaína-TO, que se classificaram no sábado.

Os confrontos das semifinais já estão decididos. Depois de golear o Operário-PR, o Madureira encara o América-MG, enquanto o Araguaína, que eliminou o Uberaba-MG no sábado, enfrenta o Guarany-CE. As datas e locais dos confrontos serão divulgados pela Confederação brasileira de Futebol (CBF) nesta segunda-feira. A fórmula será a mesma: dois jogos, de ida e volta.


Após vencer o Joinville-SC no último final de semana, em Manaus, por 2 a 1, o América-AM arrancou um empate, por 1 a 1, com o Joinville, em Santa Catarina. Ricardinho, de pênalti, abriu o placar para o Joinville, mas Luís Carlos empatou e deu números finais, ainda no primeiro tempo.

Em Sobral-CE, no Ceará, o Guarany se deu ao luxo de vencer novamente o Vila Aurora-MT, desta vez por 2 a 1, gols de Danilo Pitbull – Diney marcou para o Aurora. No primeiro duelo, o Guarany também venceu, só que por 2 a 0. O time cearense já tinha ganho notoriedade ao eliminar, na fase anterior, o Santa Cruz, campeão de público da quarta divisão.

 

 

 "Apadrinhado" por Minotauro, brasileiro estreia com nocaute no UFC


O Brasil conheceu mais um bom lutador nacional na disputa do UFC 120, realizado em Londres. "Apadrinhado" por Rodrigo Minotauro, o paulista Fabio Maldonado começou sua trajetória na categoria com vitória por nocaute no terceiro round contra o inglês James McSweeney na primeira luta da noite, no card preliminar.

 

 

Depois de fazer sucesso como boxeador com um retrospecto considerável de 22 vitórias, sendo 21 por nocaute, ele resolveu ir para o MMA. Com a 18ª vitória em 21, ele ganhou além de Minotauro o respaldo de Anderson Silva para chegar ao UFC.

O outro brasileiro que estreou na categoria não conseguiu ter o mesmo desempenho demonstrado por Maldonado. Vinícius Spartan foi derrotado por Rob Broughton por finalização (mata-leão) a 1min43s do terceiro round.

Na luta principal da noite, Michael Bispin errotou o japonês Yoshihiro Akiyama por decisão unânime dos juízes. Considerado um verdadeiro ídolo na Inglaterra, Michael Bisping conseguiu encaixar bons golpes contra o japonês Yoshihiro Akiyama e contou o tempo inteiro com a torcida a seu favor. "Tive um primeiro round ruim, mas foi uma boa luta e eu esperava por esse desafio", afirmou após a vitória.

Seus compatriotas John Hathaway e Dan Hardy não tiveram a mesma sorte e perderam para Mike Pyle e Carlos Condit, respectivamente.

 

Em crise, Corinthians contrata ex-técnico do rival Palmeiras

 



 

(Agência FI) O Corinthians já tem um novo comandante para a vaga de Adílson Batista. Trata-se de Adenor Leonardo Bacci, o Tite. O treinador estava no comando do Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, e agora vai comandar o Timão que ainda luta pelo título no Campeonato Brasileiro. Essa será a segunda passagem de Tite no comando do Corinthians, pois já esteve à frente do time paulista entre 2004 e 2005.

Mesmo ainda sem anunciar de forma oficial, o acordo foi fechado nesta sexta-feira em contato por telefone e e-mail. O treinador foi uma escolha do presidente Andrés Sanchez, com quem Tite trabalhou no Corinthians na época da MSI, de Kia Joorabchian. Tite optou por deixar o clube árabe, que irá disputar o Mundial de Clubes, para iniciar um maior planejamento com o Corinthians.

Tite deve chegar à São Paulo no sábado, quando vai se reunir com o presidente corintiano e fechar os detalhes antes do anúncio oficial. No comando do Al Wahda, Tite teve dois empates, uma vitória e uma derrota . O treinador só aguarda o desfecho de sua situação junto ao clube árabe para finalizar o acordo com o Timão.

O novo técnico corintiano já esteve à frente de clubes tradicionais, como: Grêmio, Internacional, Palmeiras, Atlético MG, Caxias, Juventude, São Caetano. Além de Tite, a diretoria do Corinthians sondou alguns nomes de peso, como Carlos Alberto Parreira, Abel Braga e Paulo Autuori. Os dois últimos só aceitariam comandar o clube em 2011, o que não agradou aos corintianos.

 

Pelé não participará de homenagens do Santos por seu aniversário

 

Pelé completará 70 anos no próximo dia 23. E como não poderia deixar de ser, o Santos quer fazer parte da comemoração histórica de aniversário do ídolo do futebol. Por isso, prepara uma série de ações de marketing para homenageá-lo, mas o problema é que o clube já está ciente de que o ex-camisa 10 santista não participará de nenhuma festividade.

Apesar de não poder revelar quais são os preparativos do marketing santista para homenagear Pelé, o gerente de marketing, Armênio Neto adiantou que o clube usará o jogo entre Santos e Grêmio Prudente, que acontece no dia seguinte ao aniversário do ex-atleta, na Vila Belmiro, para aproveitar a presença do torcedor no estádio e celebrar a data.

"Não é uma data para ganhar dinheiro, até porque não liquidamos a negociação com o Pelé, para que ele venha trabalhar conosco, mas sim para celebrarmos o seu aniversário. É uma oportunidade de reunir bastante gente e queremos demonstrar o carinho que temos por ele", afirmou Armênio.

 

Jogo Aberto DF sobe na preferencia dos telespectadores



 

O programa Jogo Aberto da Tv bandeirantes canal 4, apresentado pelo Jornalista Fabio Santos, a cada dia que passa se torna popular entre os telespectadores da Capital da Republica.
O programa está de cara nova e com a imparcialidade que os torcedores gostam, com muita informação local, polemicas e um dinamismo que prende a atenção.

O programa Jogo Aberto DF está no ar de segunda a sexta-feira, a partir das 12h30 com a apresentaçãod e Fabio Santos.

Segundo informações, em breve os telespectadores terão novidades na telinha.


Fabio Santos apresentando o Jogo Aberto DF

 

 

 

Jornal: sem Parreira, Corinthians tenta contratação de Tite

 

Tite pode deixar futebol árabe para retornar ao Corinthians
Foto: Vipcomm/Divulgação

 

 

Depois de fracassar na tentativa de contratar o técnico Carlos Alberto Parreira, o Corinthians já tem outro nome na mira para substituir Adilson Batista, demitido no último domingo: trata-se de Tite (foto), atualmente no Al Wahda, dos Emirados Árabes. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta quinta-feira.

Entrevistado pelo diário, o treinador, que passou pelo clube alvinegro entre 2004 e 2005, não confirmou nem desmentiu se foi procurado pela diretoria. Tite, que, segundo o jornal, já era o "plano B" após a saída de Mano Menezes, tem contrato com os árabes até meados do ano que vem, mas sua multa rescisória é baixa e não seria empecilho para a volta ao Corinthians.

 

Fonte: Terra.com.br

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net